Hawaii Five-0: 2x15 - "Mai Ka Wa Kahiko"




Quando o óbvio destrói a expectativa sobre um episódio...
Quando vi as promos e vi que o episódio seria focado em Danno e o sequestro de sua filha que poderia levar ele as ultimas consequências eu já fiquei super ansioso, por adorar o personagem, porém acabei me decepcionando por causa de um roteiro sem mistério algum e preguiçoso.
E isso me incomoda profundamente, Hawaii Five-0 tem muitos elementos bons, porém, peca na hora de dar aquela escondida básica e manter aquele mistério em muitos casos. Falta aquele: 'O que será que vai acontecer agora?'.
O episódio começa como todo o episódio de Hawaii Five-0, com um crime que aparentemente aleatório. O caso era sobre um policial federal que levava um criminoso sob custódia para o Hawaii. Porém ele resolve ir ao banheiro fazer uma ligação e é assassinado antes de poder completar a ligação. Isso em si já não trazia muito mistério e estava claro que o principal suspeito seria o prisioneiro, que desapareceu do avião logo depois do assassinato, mas ao mesmo tempo era fácil deduzir que o prisioneiro não era o assassino. Digo isso, pois pra quem viu as promos, sabia que o episódio seria centrado no seqüestro da robozinha Grace e estava na cara que quem matou o policial foi o mesmo cara que sequestrou a robozinha.
O único mistério era porque o sujeito matou o policial, mas isso não demorou muito para se revelar.
Com o desenrolar da investigação "descobrimos" que o fugitivo não era o assassino (duh!) e ele era nada mais que uma distração, o policial não estaria morto se não conhecesse Danno e não tivesse tentado ligar para ele avisando que o ex-parceiro corrupto que Danno prendeu anos atrás em New Jérsei estava a caminho do Hawaii atrás de vingança.
Fiquei feliz que o caso não se estendeu demais, pois o fato de saber o tudo já me deixava desanimado para continuar o episódio. O que salvou foi drama e a ação que foram na dose certa, como sempre, e as tiradas também, mesmo nesse episódio tendo menos. Esses elementos, o carisma dos personagens, os episódios focados em Wo Fat e o passado de Steve são o que me faz continuar vendo a série, porque raramente Hawaii Five-0 apresenta um caso semanal interessante e intrigante.

Após o sequestro da robozinha vimos que o ex-parceiro de Danno não era lá tão inteligente.
O plano dele era acabar com a vida de Danno, fazendo com que ele matasse o atual marido da ex-esposa dele para que ela o odiasse, mas o plano não era lá tão bem formulado. O cara vem para o Hawaii, espiona Danno por um bom tempo e não contava com a interferência da H5-0?


Episódios como o dessa semana, que tinha tudo para ser muito bom, acabam estragados pela falta de habilidade dos roteiristas em esconder coisas óbvias.
Isso tudo juntou ao fato de que eu pouco me importo com a robozinha e a mãe dela, só fiquei apreensivo pelo o que poderia acontecer a Danno, pois vimos no final da primeira temporada que nenhum membro do H5-0 é intocável e pode sim sofrer conseqüências legais. A sorte era que o ‘vilão’ não era tão inteligente assim para fazer com que a culpa caísse em cima de Danno.

Espero que na semana que vem os roteiristas consigam trazer um episódio menos óbvio como esse, pois eles já mostraram em outros episódios que tem capacidade para fazer um bom caso da semana e amarrar com a trama principal ainda, é só ter menos preguiça de pensar e menos comodidade de roteiro.

PS1: Levante a mão que torce por Lori e Steve \o
PS2: Só eu que sinto falta do Max?
PS3: Ver Danno sendo inconsequente e Steve sendo sensato foi completamente estranho, mas muito bom!
Tecnologia do Blogger.