Fringe: ''Welcome to Westfield'' 4x12




Pra mim está claro! Peter não precisa voltar para sua linha do tempo. Ele já está nela.

Aquele amontoado de peças sem encaixes já não existe mais. O quebra cabeça está com as peças organizadas, já prontas para serem encaixadas. ''Welcome to Westfield'', pode até ter parecido, mas não foi um episódio dedicado à apenas ao caso Fringe bizarro da vez. A situação dos moradores de Westfield foi em detrimento à trama paralela da temporada, comandada por David Jones, cujo a princípio, está empenhado em demonstrar tudo que é capaz, lançando experimentos mirabolantes e deixando a divisão Fringe apavorada. Conseguiram sobreviver, claro, devido mais uma vez a perspicácia da dupla Bishop, mas milhares de pessoas morreram e isso tem que se levar em conta. A divisão Fringe fará David Jones ou quem está por trás dele, pagar essa conta.

Num certo momento, a dúvida pairou em minha cabeça. Aqueles exames de sangue feito por Walter, evidenciou que a anomalia causada, era apenas nas pessoas habitantes daquela cidade. Olivia estava salva, provando que os lapsos eram do universo onde Peter estava presente e não da anomalia causada por Jones.

Sendo assim, presumo que o tempo está se reencontrando devido a presença de Peter. Todos vimos, no fim da 3ª temporada, que Peter foi eliminado da linha do tempo. O Observador September teve a oportunidade de eliminá-lo definitivamente em episódios seguintes, porém, preferiu mantê-lo onde estava, perdido entre os dois universos, ocasionando mais a frente, a sua volta.


Nesse episódio, Olívia e Walter mostraram inúmeros sentimentos - daqueles presenciados no universo com Peter e que ainda não tínhamos visto, nessa atual plataforma. Deduzimos então que esse fenômeno está acontecendo devido a presença de Peter. O tempo sempre dá um jeito de alinhar as coisas. Isso é praticamente uma regra em se tratando de séries/filmes baseados em realidades alternativas. Também acho que é o caso de Fringe.

Porque David Jones está presente e alucinando a todos? Simplesmente porque Peter NUNCA existiu, correto? A mesma coisa se assemelha às mudanças de comportamento de Walter e Olívia. Por enquanto são lapsos de memória, mas acredito que mais cedo ou mais tarde, esses fenômenos irão se juntar e Peter será a única pessoa que estará perdida, sabendo de tudo que está acontecendo. Imaginem todos tratando Peter da maneira que sempre tratou-o, assim, de repente? Devido ao cliffhanger deixado, acho que isso poderá acontecer já no próximo episódio.

Quem viver, verá!

Olive (Olívia) foi o que demonstrou os Glyphs code da semana. Referência direta á mudança de comportamento de Olívia.


Olha o Observador assistindo tranquilamente a queda do avião! Dessa vez não deu definir se era September ou não.

3 comentários:

  1. Marco Antônio Freitas14 de fevereiro de 2012 12:18

    Tenho que concordar que esse foi realmente um dos melhores
    episódios de Fringe, embora não tenha me impressionado tanto com o final, no
    fim das contas sempre foi claro que Olivia iria vivenciar suas experiências com
    Peter era só uma questão de tempo. Mas duas coisas me chamaram a atenção:


    1º - A questão da maquina, como ela funciona e como foi
    criada aparentemente estava encerrada desde o fim da 3ª temporada, mas foi
    extremamente agradável ver mais detalhes sobre a construção dela nesse
    episódio.


    2º - Essa temporada realmente esta se empenhando em amarrar
    questões abertas da 1ª temporada, logo surge a pergunta: David Jones ira atrás
    das outras crianças tratadas com Cortexiphan ou será só Olivia? Afinal de
    contas ele já tem seu próprio exercito, será que elas ainda são necessárias?


    E foi legal ver David Jones fazer suas experiências
    novamente, ainda que ele realmente não tenha aparecido mostrou que tem armas
    poderosas, estou curioso para saber como a Fringe Division irá lidar com ele.
    Só tenho elogios a Fringe que alem de tudo tem uma produção caprichada (como
    todas as produções da FOX) é incrível ver como tudo é bem feito.


    E é só isso por enquanto, parabéns pela review Fabio e até a
    próxima \o/

    ResponderExcluir
  2. Uau, que episódio!
    Episódio fantástico, o melhor da série até agora (obs.: só vi os episódios importantes).

    Agora... sei lá mas tá me parecendo que a máquina faz o que os escritores quiserem que ela faça, ou seja, muito simplista. Espero estar errado.

    Falta explicar como a máquina existe nos dois universos e por que o Walternativo teve que pegar um pedaço da máquina no universo de cá, coisas ainda da 3ª temporada. Mas se agora estamos voltando ao terreno do Padrão lá da 1ª temporada, posso crer que tudo será respondido.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.