Pular para o conteúdo principal

Fringe: “The End of All Things” 4x14



Episódio sensacional! Previsível, mas sensacional!

Não estou vendo nenhum ''bicho de sete cabeças'' nessa atual trama de Fringe. Claro que há dúvidas quanto a diversos assuntos, mas o que há, ainda vai ter que ser dito nessa temporada. Seguindo através do conceito de apenas dois universos alterados pela ausência de Peter, tudo fica claro. Pegando ''regras'' lançadas na primeira temporada, fica mais fácil ainda de acompanhar os fatos ocorridos nessa.

É o caso de Nina Sharp. Uma regra básica - que ainda não engoli porque Olivia não notou de imediato - é referente aos Shapeshifters (metamorfos). Todos sabem que para a existência de um, a pessoa referente morre. Broyles notou isso muito bem e jogou isso na cara da falsa Nina. Daí então ficou claro e ainda mais previsível que a Nina que estava com Olivia era também uma Shapeshifter. A verdadeira Nina que conhecemos está morta e foi duplicada por Jones. Já poderíamos imaginar isso logo após as duas ''Ninas'' serem inseridas no episódio passado.

Não acredito na hipótese de que a Nina que esteve com Olivia seja a Nina do universo alternativo.

Jones planejou muito bem, mas não contava com a presença de Peter. Caso Peter não tivesse voltado, Olivia estaria com os sentimentos de ''filha'' voltados para Nina e sentiria emoção, ativando seus ''poderes''. Olivia então foi perspicaz ao induzir a falsa Nina a trazer Peter para o cativeiro, ativando (e muito) seus poderes em pró de sua fuga.

Outro mistério que supostamente seria desvendado nesse episódio é referente aos Observadores. Não foi dito muita coisa relevante, além do que já sabemos. Os Observadores são um grupo criado por cientistas. Um dia foram humanos e hoje em dia são criaturas com a capacidade de viajar entre e fora dos tempos, observando os acontecimentos. ''Somos um dos incontáveis futuros da humanidade''. Mais claro que isso, impossível.


Um erro causou toda essa confusão. Com o intuito de consertar, o Observador Setembro complicou ainda mais as coisas. Como já sabíamos, não foi Walter - ao buscar Peter em outro universo - que desencadeou esses acontecimentos. O erro causado pelo desejo de observar, causou a briga entre os universos, e com idas e vindas, gerou uma criança que abalou todas as estruturas universais, alterando irrevogavelmente tudo que está por vir.

Mais um fato claro jogado em nossa cara, foi as mudanças que ocorrem nesse universo alterado. Não só Henry - filho de Peter e BOlivia - deixou de existir, mas tudo relacionado a Peter foi modificado. A presença de Jones é devido a isso. Como Peter ''nunca existiu'', Jones existe, pois Peter foi o causador de sua morte. Tudo causado pela entrada de Peter na máquina apocalítica - fato que - Setembro imaginara ser a melhor opção para o fim dos problemas.

Falando em fim, parece que foi a última vez que vimos Setembro. Quem atirou nele. Não disse (que raiva!). Quanto a Peter, nosso herói está tentando colher mais informações para que não cometa os mesmos erros que possa fazê-lo se arrepender e magoar seu verdadeiro amor. Estava praticamente definido, depois que os olhos disseram o caminho a seguir, mas Peter voltou atrás.

A teoria de que os universos estão se readaptando a presença de Peter não foi alterada em nada, e ainda mais fortalecida. Em relação a memórias, elas serão reabsorvidas gradativamente entre as pessoas relacionadas a Peter. O que foi alterado fisicamente, terá que ser batido da mesma forma. Exemplo? David Robert Jones.

O glyph code fala justamente no que estou especulando. União. Seria a união das pessoas envolvidas a Peter, reativando suas memórias devido a sua presença física? Pra mim é isso.

Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

O que chega em Agosto na Netflix

Trailer:

Títulos destacados do mês de agosto

Séries:

Atypical: Temporada 1: No auge dos seus 18 anos e com autismo, Sam embarca em uma jornada divertida e dolorosa de autodescoberta em busca de amor e independencia. Série original Netflix, estreia dia 11 de agosto.
Marvel - Os Defensores: Temporada 1: Assim como os Vingadores, estes quatro super-heróis da Marvel se unem para defender o planeta Terra e lutar contra o crime. Série original Netflix, estreia dia 18 de agosto.

Disjointed: Parte 1: Ruth (Kathy Bates) realizou seu sonho abrindo uma loja de cannabis medicinal, tudo de acordo com a lei. Agora, ela pode fumar um baseado quando bem entender - basicamente sempre. Série original Netflix, estreia dia 25 de agosto.

Wet Hot American Summer: Ten Years Later: Bem-vindos à reunião de 10 anos do acampamento Firewood! Estrelada pelo elenco original do filme cult e novos atores e atrizes, a série de 8 episódios mostra como está a turma do acampamento, dez anos depois. Série original Netflix, es…

TOP 5 Séries Melhores que Game of Thrones

— Vikings: "Gosto de Game of Thrones porque tem muita luta medieval, sangue..."

As lutas medievais de Vikings são muito mais intensas, extremamente constantes na série. A série também vem de uma adaptação, só que dá história da humanidade, quando exploradores, guerreiros, comerciantes e piratas nórdicos invadiram, exploraram e colonizaram grandes áreas da Europa e das ilhas do Atlântico Norte a partir do final do século VIII. A série também é muito mais viciante, sem a morosidade de diálogos vistos na série da HBO.

— Banshee:  "Gosto de Game of Thrones porque tem muitas cenas de sexo e nudez"

As cenas de sexo de Banshee são extremamente mais explícitas. Nudez é cotidiano na série, inclusive nudez frontal. E a nudez de Banshee não são como em Game of Thrones, que praticamente mostra a nudez de prostitutas, personagens secundários. Em Banshee os atores principais estão nessas cenas. Banshee também ganha no quesito violência, sangue, ação, além de ter roteiro original.

— …

O Fim de Sons of Anarchy

"Papa's Goods" 7x13 [Series Finale] (Com spoilers)
Quando a morte é a última e única saída.
E Jax encontrou na morte a solução para tudo, mas Sons of Anarchy continuará viva, até em breve criarem um remake, ou até mesmo, continuar com a série, pois margem de sobra deixaram pra isso.
O fim de Sons of Anarchy tratou de mostrar o fim de Jax Teller, aquele se tornou protagonista da série, mas nem sempre foi assim. As primeiras temporadas eram comandadas por Clay, que revesava o papel principal com Jax, mas nem de longe as ações que ambos exerciam eram o mais importante da série.
Sons se destacou pelo conjunto de personagens e por ações em conjunto, alinhado às situações nada pacíficas da família Teller. Portanto, com o fim de Jax Teller, a série termina, mas, diferente da maioria das séries, o enredo sobreviveria "tranquilamente" sem Jax.
Ademais, a saída para "resolver" tudo foi a morte. Jax "morreu", mas foi para o "outro mundo" de a…

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.