Awake: Primeiras Impressões



Awake pode até ser boa, mas não pra mim.

Vejo elogios, mas não consigo assimilá-los. Awake tem pontos positivos, é verdade, porém, considero os pontos negativos imensamente superiores, ao ponto de fazer-me desistir de acompanhá-la.

A proposta é interessante, mas durante o piloto, torna-se sem graça. A trama começa muito bem e coloca-nos ligados nos acontecimentos imediatamente, contudo o que vem a seguir é extremamente monótono, arrastado e cansativo. Já entendemos a história, mas e agora? Pra onde seguirá? Temo que seguirá para um estrutura procedural, (casos semanais a base do trabalho na polícia) basicamente como o americano gosta, mas acho que a trama principal será capaz de sustentar a série. (Ainda mais na NBC)

O detetive Mark Britten sofre um acidente, acordar e descobre que está vivendo em duas realidades diferentes ao mesmo tempo. Ok. Ótimo. Devido a isso, cria-se inúmeras teorias - que é bom - mas não anima-me a ficar bolando-as. A mais lógica é que ele próprio esteja morto. Se conseguirem mostrar algo diferente e com impacto, pode ser que a série vingue, porém tudo isso sem enrolar muito, coisa que duvido muito que aconteça.


O que mais irritou-me foi as tais pulseiras. Tudo bem para o personagem. Ajuda-lhe a se manter antenado com a situação, mas daí desesperar-se ao ponto de cortar sua própria mão? Não teria outra forma de saber não? Sua própria esposa já tinha tudo, fato que já serviria para diferenciar as coisas. Muito forçado. Na vida real já teriam-o internado.

Apesar dos pesares, é bom esperar mais um ou dois para termos certeza do caminho que a série seguirá. Não estou animado para isso, mas curioso. O piloto foi disponibilizado no site da NBC, mas a série começa a ser exibida a partir de primeiro de Março.
Tecnologia do Blogger.