Pular para o conteúdo principal

Person of Interest: 1x04/05/06/07 – “Cura Te Ipsum”/ “Judgement” / “The Fix” / “Witness”




Como eu estava atrasado com as reviews de Person desde o “Viciados em série”, lá vai um apanhadão geral dos episódios 04 a 07, complementando os três primeiros postados lá no VS.

Person of Interest ainda vem tentando se encontrar. E depois do 4º e 5º episódios parecia que isso estava sendo um pouco difícil de acontecer, transformando a expectativa criada após os promissores três episódios iniciais (em particular o 2º) em decepção. Não que esses dois episódios tenham sido ruins ou desinteressantes, porém aquele “algo mais” que se esperava da série e que os dois primeiros episódios deram a entender que ocorreriam, havia praticamente desaparecido.

O quarto episódio(Cura Te Ipsum) foi interessante à medida que abordou um caso de vingança, no qual uma mulher deseja assassinar um homem que estuprou sua irmã (que entrou em depressão e acabou cometendo suicídio), porém falhou ao tentar nos fazer simpatizar com Reese quando este mostrou certo conflito pessoal por sua antiga profissão tê-lo feito assassinar pessoas.

Contudo, ainda que muito pouco, o episódio trouxe alguns bons elementos para a trama principal, ao mostrar que Finch anda daquele jeito porque é todo “remendado” nas costas (como diabos isso aconteceu com ele é o que queremos saber!) e também ao fazer a detetive Carter desconfiar da “testemunha” do assalto do episódio anterior e ir interrogar Finch (que foi entrevistado por ela em uma casa que provavelmente não é a dele e usando um nome falso).

Vale destacar ainda o imbecil do detetive corrupto e “aliado” de Reese, Lionel, que tentou passar a perna em John e se deu mal: Reese mexeu uns pauzinhos e ele agora vai ter que trabalhar ao lado de Carter, sabotando as tentativas dela de descobrir quem é o “misterioso homem de terno”.

Já o quinto episódio abordou a história do seqüestro do filho de um juiz, que tinha como real objetivo fazer o juiz ajudar em um veredicto para depois assassiná-lo junto com o filho. No final, Reese acabou salvando a todos e talvez conquistando a amizade do juiz, o que pode vir a ajudar a salvar sua pele no futuro (ou não). Ponto para o episódio ao também mostrar que a relação entre Finch e Reese está começando a evoluir e um princípio de amizade começa a brotar.

“The Fix”, o sexto episódio, já foi bem melhor que os dois anteriores, mas não chegou a ser extraordinário. Gostei bastante do caso, mostrando uma candidata a vítima com quase a mesma profissão de Reese: “consertar” as coisas.

Além de a vítima ser uma personagem interessante (Zoe Morgan) que, quem sabe, poderá cruzar novamente com Reese em episódios futuros (olha mais uma aliança aí), foi bem legal ver Finch se envolver ainda mais no episódio e pessoalmente “informar” ao CEO da Virtanen Pharmaceuticals (empresa farmacêutica que era a bandida do episódio) que foi ele quem ajudou a fazê-los perder meio bilhão de dólares, como pena por terem assassinado uma ex-funcionária que ameaçou dedurá-los para a FDA.

Contudo, o mais importante foi que finalmente o caso Elias voltou à tona por meio das investigações da Detetive Carter. Descobrimos que a arma roubada no 3º episódio era uma faca, usada para assassinar Marlene Elias, em 1973 e foi utilizada novamente para assassinar um ex-mafioso, Deluca, que trabalhava um chefão chamado Gianni Moretti.

Marlene Elias era amante de Moretti e este mandou Deluca matá-la depois que Marlene passou a pressioná-lo a largar a esposa para ficar com ela. Marlene e Moretti tinham um menino (nunca reconhecido pelo pai), que viu a mãe ser assassinada por Deluca do jardim de sua casa. Caso encerrado? Claro que não! Elias está só começando...

E quando eu já estava meio injuriado com Person achando que os episódios estavam muito medianos para quem tem Michel Emerson e Jim Caviezel no elenco, eis que vem o sétimo episódio. E que episódio!

“Witness” já teria sido bom se fosse apenas outro “caso da semana”, dada a ação e os momentos de tensão gerados pelo episódio, principalmente nas cenas passadas dentro do complexo de apartamentos controlado pelos traficantes búlgaros. Mas o episódio nos trouxe muito mais, pois quem estava por trás de tudo era Elias, o filho de Marlene Elias e Gianni Moretti, que tentava reconquistar o território que um dia pertenceu ao pai e agora estava nas mãos dos russos.

E se não bastasse tudo isso, a roteirista Amanda Seguel nos fez cair o queixo ao revelar ao final do episódio que o misterioso Elias era, na verdade, Charlie Burton, o cara que Reese e Finch tentavam proteger! Confesso que fui enganado direitinho e só fui me tocar do que tinha acontecido uns 10 segundos antes da revelação... E isso porque fui raciocinando junto com Carter e Finch!

Reese também caiu que nem patinho e acabou o episódio vendo Elias fugir e puto com si próprio e Finch por terem salvado a vida de alguém que provavelmente gerará muitos números de Seguro Social para serem protegidos...

Hoje não tem episódio. A série para por uma semana e volta dia 17/11, com o episódio “Foe”. A sinopse do episódio dá indicações de mais um episódio interessante e terá a participação de Alan Dale, o eterno “Charles Widmore” de Lost! Aliás, Michael Emerson e Alan Dale juntos em um episódio? Obaaaa!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Netflix Divulga TOP 10 Séries mais vistas por super maratonistas

PREPARAR, APONTAR, ASSISTIR: MAIS DE 8 MILHÕES DE ASSINANTES QUEREM SER OS PRIMEIROS  NA MARATONA DE SÉRIES DA NETFLIX
Um novo tipo de aficionado surgiu com a Netflix, e eles estão correndo para serem os primeiros a terminar séries como Stranger Things, House of Cards, Fuller House e outras . Assistir a uma série inteira antes de todo mundo virou um novo símbolo de status.
A Netflix mudou a forma como o mundo se relaciona com séries  - espectadores podem assistir quando, onde, como quiserem e, principalmente, em qualquer ritmo. Ao fazer isso, a Netflix viu o surgimento de um novo tipo de fã: o super maratonista. Completando em um dia o que os outros levam semanas, os super maratonistas se empenham para serem os primeiros a terminar uma série, assistindo a uma temporada inteira nas primeiras 24 horas após o lançamento. 

No total, 8,4 milhões de assinantes da Netflix se tornaram super maratonistas, e a única coisa mais rápida do que o ritmo em que eles assistem a séries é o ritmo de cresc…

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…