Grey's Anatomy - 8x10 - Suddenly




Acho que agora não tem mais jeito, Titia Shonda quer acabar com nosso emocional. Até o fim da temporada vai ter gente morrendo desidratada de tanto chorar.

Começamos o episódio no mesmo ritmo que o anterior. Mer e Alex na estrada tentando salvar as vítimas do acidente e o bebê, os médicos do SG eufóricos com a morte de Henry, e Teddy tentando salvar a mulher que teve seu coração perfurado pela peça colocada por Avery.

Tudo muito bom, bem planejado, cada cena, cada segundo do episódio foi tudo muito bem aproveitado. Por falar em tempo, bem que a ABC poderia aumentar a duração dos episódios de Grey’s para 50 minutos, máximo uma hora, eu não ligo.

Vou confessar que estava com saudades de ouvir “Previously on Grey’s Anatomy”, e também outra coisa que merece destaque, foi esse início de episódio. Fazia tempo que não via um tão eletrizante.

No acidente, quem poderia imaginar que no dia em que a filha mais velha fez 18 anos seus pais iriam morrer. E no final tudo se encaixou. Foi um drama/show a parte, a situação em que ela se encontrava, muito triste, e a Mer estava lá para dar apoio, a qualquer decisão.

Foi muito intenso, a cada cena acontecia uma coisa, foi tudo muito rápido e com muita adrenalina. Os destaques do episódio em minha opinião foram Teddy, Cristina e Meredith.

Cristina que mesmo bombardeada com a notícia de que era Henry na mesa de cirurgia, ainda conseguiu fazer todos arreganharem um sorriso de orelha a orelha, trollando a Kepner. Avery é mesmo um idiota, sujou o nome de Callie, com a história do parafuso no coração. Mesmo sendo um erro normal (no quesito residência) me deixou P da vida.

Bom foi ver o entrosamento de Mark, Derek e Dra. Bolada no peito, quer dizer, Dra. Canner. Lexie ficou sorrateiramente entre eles só observando, pra no final descobrir que Mark está com uma mulher idêntica a ela, não fisicamente, mas pela personalidade. Bailey continua resistindo ao doutor que eu continuo sem lembrar o nome. E assim vai, quero a antiga Natzy de volta, chutando bundas.

Foram os momentos finais, que arregaçaram com nosso sentimento, ver Teddy daquele jeito, e a menina tendo que assistir a morte do pai bem ali, cenas assim que me fazem perceber o quanto amo a série e Titia Shonda. Toda tristeza foi substituída rapidamente pela alegria de poder ter Zola de volta.

Grey’s sendo Grey’s.

OBS1: Um salve pro Karev que salvou a vida do bebê.

OBS2: Hunt foi um pé no saco ficando em cima de Cristina.
Tecnologia do Blogger.