Pular para o conteúdo principal

Dexter – 6×08: "Sin of Omission"




"Você tem cinco minutos. Alguns de nós realmente têm que aparecer no trabalho"

Dexter finalmente voltou de Nebraska após cinco dias, porém as extravagâncias e descuidos de sua viagem em companhia do fantasminha de seu irmão podem vir a ter consequências muito maiores do que Dexter imaginava. E será necessário muito mais do que umas rosquinhas e um pedido de desculpas para que ele consiga limpar a barra com Deb.

Porém, como se não bastassem os dias em que abandonou a irmã, Dex ainda só piora as coisas, recusando-se a ficar em casa e jantar com ela para ir atrás do Doomsday Kiiler. “Surgiu uma coisa”, é a desculpa esfarrapada dele para ela. E logo depois de ter sido descuidado e deixado Debra encontrar em suas coisas a caneta do Motel de Nebraska, cujo dono por sinal ele matou.

Só que Deb está mudada e não engole mais as desculpas do irmão tão bem como antes. Aliás, nada bem. Finalmente Debra está percebendo que Dexter não conta nada a ela, que faz tudo sozinho e que só tem tempo para ele mesmo. Claro que ela ainda não sabe que ele faz isso por um bem (?) maior, mas saber que Dex é irmão do ITK ela já sabe e também já começou a notar os sumiços estranhos dele. Quanto tempo até que comece a juntar os pontos também?

É bom ele se cuidar, pois Deb pode vir a ser a maior adversária que Dex já enfrentou. Capaz e inteligente ela sempre foi, o problema foi ter sido sempre cega em relação ao irmão. Mas isso está acabando...

Em relação ao DDK, muita coisa aconteceu no episódio. A equipe de Deb está fechando o cerco sobre Travis e agora Dexter juntou-se a ele para conseguir pegar Gellar antes que a polícia chegue em Travis. Resta saber se Gellar existe mesmo ou não...

Confesso que pela primeira vez fiquei na dúvida a respeito da existência ou não de Gellar, particularmente devido à cena em que Gellar aparece atrás de Dexter e Travis, na parte superior da igreja. É verdade que ele some quando Dexter olha, mas a cena me passou a sensação de uma visão geral, como se Gellar estivesse lá junto com os dois e não como apenas uma visão de Travis.

Além disso, cheguei à conclusão de que a grande surpresa não seria Gellar estar morto, mas sim ele realmente existir, já que tem muita gente (eu inclusive) apostando na teoria de que ele é uma alucinação de Travis. Como gosto de ser surpreendido, não ficaria nem um pouco chateado em saber que minhas teorias estavam erradas.

Contudo, creio que outro ponto no episódio reforça a teoria de que Gellar está morto. O assassinato de Lisa (irmã de Travis), com o cartão que Deb deu a ela deixado junto ao corpo, para mim é prova de que foi Travis quem a matou. Afinal, a não ser que Gellar estivesse vigiando Lisa, como ele saberia do cartão? Para mim Travis chegou em casa, Lisa mostrou a ele o cartão de Deb e ele, possuído por seu lado Gellar, a matou. E não se lembra disso. Assim como não se lembra de ter acorrentado a si próprio na igreja.

“Sin of Omission” teve outros pontos importantes e praticamente todas as suas cenas foram ou serão significantes para o desenrolar da trama principal ou de outras secundárias.

Uma delas, bem sutil, mostra Louis (estagiário de Masuka) ignorando uma mensagem de Jamie (irmã de Angel), por quem ele teoricamente estaria interessado. Se o comportamento dele já era suspeito, essa cena suavemente indica que realmente existe algo sobre Louis que não estamos vendo.

Outro ponto importante no episódio foi a overdose da prostituta, que a v... da LaGuerta está tentando acobertar a pedido de alguém que claramente estava junto da falecida na hora do crime e tentou ressucitá-la sem sucesso. Sei que muita gente deve estar pensando (e eu também pensei na hora) que a pessoa por trás de LaGuerta é Matthews, porém repassando o episódio na cabeça, lembrei-me de Quinn desculpando-se com Batista por ter tido um problema e não estar com ele e o Det. Mike na cena do crime.

Por que outro motivo essa cena teria sido inserida no episódio se não fosse porque era Quinn o acompanhante da prostituta? O comportamento dele mais à frente no episódio, enchendo a cara e arrumando confusão num bar de Strippers, prova que em sua fase atual ele é bem capaz de ter feito uma bobagem destas! Mas ele iria pedir socorro logo para LaGuerta? Péssima escolha... Debra e Dexter vão acabar desmascarando-o, mais cedo ou mais tarde... E aí segura a fera!

PS 1: Dexter foi ao funeral de Brother Sam e descobriu que este deixou para ele a sua Bíblia, ensangüentada. E foi utilizando a Bíblia ensangüentada que Dexter conseguiu convencer Travis a juntar-se a ele contra Gellar. Utilizar uma Bíblia ensangüentada para caçar e matar o Assassino do Juízo Final. Isso é quase poético, não? :-)

PS 2: Tinha certeza que Lisa iria ser assassinada. Só não imaginava que seria tão rápido...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …