Pular para o conteúdo principal

Nikita: "Knightfall" s02e03




Mais um ótimo episódio de Nikita, bem superior ao s02e02. Espero que a série continue assim, evoluindo e que consiga aumentar a audiência. Sexta não é fácil...

Tudo começou com um atentado a um político em Quebec e a declaração de responsabilidade pelo ato por um assassino chamado Ramon. Tal crime foi sinalizado pelos programas de Birkhoff como relacionado à Division, uma vez que a organização já havia capturado Ramon. Esta missão foi executada, há seis anos, por Nikita, que teria de matar o assassino. Ele, porém, despertou na agente o desejo de liberdade, e Niki não teve coragem de eliminá-lo, capturando-o, mas depois descobriu que o alvo havia fugido. A partir dai, começam a executar o plano de encontrar Ramon, recapturá-lo e entregá-lo à polícia.

Gosto bastante quando Nikita, Michael e Birkhoff trabalham juntos, logo um dos motivos para a temporada me agradar são os planos e o humor inserido nas cenas dos três. O que foi a cena em que Birkhoff aconselhou Michael sobre a relação com Nikita? Morri de rir! Após conseguirem a localização do assassino, o casal seguiu para a Colômbia, a fim de invadir a casa. Contudo, lá descobriram que Ramon estava em uma cadeira de rodas, impossibilitando a autoria das execuções assumidas por ele. Mais um dedo da Division ai, a qual eliminava os alvos e o moço levava a “culpa”. Como é Nikita quem manda, os planos de resgate não foram alterados e logo ela alcançou Ramon, que já estava gravando um vídeo sobre um novo atentado. O contato entre os dois não foi dos melhores, e Nikita foi acusada de ter provocado tudo que aconteceu com ele nos últimos anos. Mais um flashback (adoro os flashbacks com missões antigas!) mostrou o que aconteceu depois da captura. Percy propôs ajuda para continuar com o “trabalho” de Ramon, em que este manteria o nome e a reputação, porém não seria o autor dos assassinatos, já que foi o ex-líder da Division que, com um tiro, paralisou as pernas do rapaz.

Ramon conseguiu escapar, mas Nikita o perseguiu até encurralá-lo. Michael, porém, acabou ficando preso em uma sala segura ao tentar escapar dos agentes da Division. Além disso, perdeu a comunicação com Birkhoff devido ao bloqueio de comunicação imposto por Amanda. Esta contatou Nikita e revelou que tinha Michael, pressionando a ex-agente a matar Ramon ou explodiria a casa. Mais uma vez, ela não conseguiu matá-lo, mesmo quando Ramon pediu para ser morto e não quis fornecer um número para Niki contatar o namorado. Muito boa a cena em que Ramon mostrou conhecer sobre o passado da moça, órfã, viciada, e que a acusou de transformar uma guerra importante em vingança. Nikita revidou, culpando-o por ter se acomodado sem lutar pela liberdade, e mandou ele mesmo se matar (não acreditei nem por um minuto que ela atiraria quando foi pressionada). Por fim, ela desistiu de conseguir o número e voltou à casa a fim de salvar Michael. Ao perceber o plano de Niki, Amanda ordena a explosão da casa. Ramon, contudo, ligou para Michael e o guiou através de uma passagem subterrânea. Claro que sabíamos que ele não ia morrer, mas mesmo assim, ver o choro de Nikita (e de Birkhoff também) ao pensar que não veria mais o namorado foi tocante.

Vamos para Alex? Mais uma vez, influenciar a garota é muito fácil. Amanda o faz ao enviá-la para uma missão em que o alvo seria a cara da Zetrov. Vimos então um Sean mais “gostável”, quando ele ajuda a russa a elaborar um plano menos arriscado. Realmente ele está me agradando mais e espero que consiga mais participação, principalmente em cenas com Alex. Esta deveria ir disfarçada de membro da imprensa e dar uma de sniper. A responsabilidade do assassinato iria então para Ramon, que já havia gravado o vídeo, como requisitado por Amanda. Já em posição para atirar, a garota foi ordenada a esperar, uma vez que Nikita estava atrapalhando a execução do plano, prestes a comprometer o “autor” do crime. Quando esta e Michael conseguiram sair ilesos e divulgar o vídeo antes da eliminação do russo, Amanda teve de abortar a missão de Alex, já que Ramon foi exposto. Tudo isso para a felicidade de Percy, que estava assistindo às notícias pela TV que conseguiu com as exigências. Mas Alex, finalmente, deixou de obedecer a todas as ordens e disparou o tiro, finalizando o episódio. Fim péssimo para quem é curiosa como eu, mas muito bom cliffhanger. Será que Alex matou Kochenko mesmo? E o que será dela por ter desobedecido a Amanda? Só semana que vem para descobrir...

Mais um episódio bem legal de Nikita, recheado de cenas de ação, as quais são muito bem feitas e coreografadas, em minha opinião. Um ponto que me agradou bastante foi o uso de flashbacks de Alexandra na Rússia, antes do pai ser assassinado. Neste, ficou claro que Kochenko facilitou o acesso para a equipe da Division. Adoro os flashbacks porque eles sempre têm o propósito de revelar mais detalhes das vidas de Nikita e Alex, não estão lá só para preencher espaço (e também porque gosto de ouvir o inglês com sotaque! Hahahaha).

Até o próximo episódio!

Postagens mais visitadas deste blog

Confira as 5 séries mais vistas na Netflix pelo mundo

Nos últimos dez anos, a Netflix transformou a forma como o mundo assiste filmes e programas de TV, fornecendo aos assinantes uma enorme biblioteca de clássicos convencionais  e dezenas de recomendações personalizadas - tudo disponível na ponta dos dedos. Isso é mais do que apenas conveniência,  é a metamorfose da mídia.
Usando os dados do Google Trends, o site highspeedinternet.com classificou os países pelo número de pesquisas relacionadas à Netflix e referenciou as suas classificações com as séries mais procuradas. No mapa acima você confere qual é a TOP de audiência em cada país, e, abaixo você confere quais as 5 séries mais procuradas no serviço de streaming.
TOP 5:

1 - Sherlock
2 - Friends
3 - Narcos
4 - House of Cards
5 - New Girl

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

TOP 5 Séries Melhores que Game of Thrones

— Vikings: "Gosto de Game of Thrones porque tem muita luta medieval, sangue..."

As lutas medievais de Vikings são muito mais intensas, extremamente constantes na série. A série também vem de uma adaptação, só que dá história da humanidade, quando exploradores, guerreiros, comerciantes e piratas nórdicos invadiram, exploraram e colonizaram grandes áreas da Europa e das ilhas do Atlântico Norte a partir do final do século VIII. A série também é muito mais viciante, sem a morosidade de diálogos vistos na série da HBO.

— Banshee:  "Gosto de Game of Thrones porque tem muitas cenas de sexo e nudez"

As cenas de sexo de Banshee são extremamente mais explícitas. Nudez é cotidiano na série, inclusive nudez frontal. E a nudez de Banshee não são como em Game of Thrones, que praticamente mostra a nudez de prostitutas, personagens secundários. Em Banshee os atores principais estão nessas cenas. Banshee também ganha no quesito violência, sangue, ação, além de ter roteiro original.

— …

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…