Pular para o conteúdo principal

The Mentalist: “Ring Around the Rosie” / “Blood and Sand” – S04E04/E05



                             

Parece até que os roteiristas de “The Mentalist” leram minhas reclamações no post anterior e resolveram fazer dois episódios decentes de procedural puro.

Conforme eu havia dito, é possível fazer um episódio do tipo “caso da semana” sem cair na mesmice e foi exatamente isso que aconteceu nos dois episódios, principalmente no 4º que, em minha opinião, foi superior ao 5º.

"Ring around the Rosie" apresentou uma formula bem diferente ao propor uma investigação sobre um suspeito identificado por Jane que, segundo ele, ainda iria cometer um assassinato em massa. Com um novo chefe (em ambos os sentidos), Luther Wainwright,  no posto que pertenceu a Hightower, Jane teve que usar de todas  as suas táticas para conseguir autorização para que o departamento pudesse investir tempo no suspeito e enfim pegá-lo.

Destaques no episódio para o novo chefe, metido a sabichão e a traçar perfis psicológicos (e que tomou um vareio de Jane dessa vez) e para a cena do suspeito disparando em todo mundo em um evento, sem saber que Jane e Lisbon haviam substituído todas as balas de sua casa por outras de festim. Bem interessante ainda foi a trama paralela, que contou com Lisbon lutando para provar a inocência de um morador de rua que havia sido um músico de talento, cujo único CD gravado era um dos favoritos de Lisbon. 

Como último destaque, mas não menos interessante, tivemos o novo chefe Luther Wainwright traçando o perfil psicológico de Jane e classificando-o como um psicopata clássico. Estará ele certo? Será ele apenas mais um incompetente? Ou será outra pessoa a serviço de Red John? Eu aposto na última!

“Blood and Sand” já foi um episódio bem mais típico e próximo da fórmula básica, porém foi bastante interessante à medida que o verdadeiro culpado não era óbvio. Em um certo momento tive a impressão de que todos os moradores da ilha estavam envolvidos para protegê-la e mantê-la isolada do interesse de outras pessoas (o que seria uma saída à la Agatha Christie, que já fez coisa parecida em um dos seus livros), mas no final o culpado era um só.

Ou melhor, dois, visto que apesar da moça assassinada ter ido à caça do assassino de seu pai, não foi este quem a matou e sim um estuprador que, por se sentir compelido a cometer esse tipo de crime, havia ido morar na ilha para não ser mais tentado a praticar estupro. Porém a coitadinha da moça foi logo entrar no barco em que ele estava e ainda pedir ajuda a ele...

 
A identificação do assassino do pai da moça foi uma armação clássica (porém sempre inteligente) de Jane, que causou um boato na cidade e fez com que todos se reunissem espontaneamente em um salão. Depois foi só pedir às pessoas para colocarem seus copos em uma bancada, dizer que o assassino do pai da moça seria identificado pelas impressões digitais e pronto: o culpado logo fugiu e foi presa fácil para os agentes da CBI. Já o assassino da moça deu um pouquinho mais de trabalho, mas por gostar de falar demais caiu na outra pegadinha armada por Jane e Cia. e acabou corrigindo uma informação que não deveria saber. Tolinho...

Além da identificação do assassinato, o comportamento de Van Pelt e a nova namorada de Rigsby chamaram a atenção neste episódio. Em relação a Grace, parece que os roteiristas resolveram retomar os problemas dela e mostraram-na um tanto quanto impaciente e até violenta (apesar que eu adorei o murro que ela deu em um suspeito que a agrediu). Já o namoro de Rigsby com a advogada de defesa esquisita (que já o havia chamado para sair em um outro episódio ) provavelmente deverá piorar o estado de espírito de Van Pelt.


Confesso que estou curioso para o próximo episódio, dia 27/10, cujo título “Where in the World is Carmine O'Brien?” é uma brincadeira com um antigo e conhecido joguinho de computador chamado “Where’s in the World Carmen Sandiego?”. Só pela criatividade no título já vale a pena assistir!
 

Comentários

  1. Gosto de The Mentalist. Fiquei feliz em ver a Van Pelt ficando raivosa...

    Quanto ao chefe, achei ele só um almofadinha que segue padrões. Fui bem ingênua no perfil dele e nem pensei no Red John. Agora você me colocou uma pulga atrás da orelha...rsrsrs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …