Fringe: "Subject 9" S04E04




Onde está Peter Bishop? Essa não é mais a pergunta. De onde veio Peter Bishop? Teorias é que não faltam.

Primeiro episódio da temporada que não tivemos o famoso "caso semanal" dentro da trama principal da temporada. Fomos direto ao assunto. Episódios assim, sempre são considerados pela maioria como os melhores da série, e "Subject 9" entrou para essa seleta lista, principalmente pelos seus 20 minutos finais, porque confesso que achei a primeira parte do episódio um pouco arrastada, apesar da trama ter sido importante.

No episódio anterior, Walter termina dizendo "Nós temos que achar ele", porém acontece o contrário. Peter é que acha eles, em forma eletricamente magnetizada (está certo isso?). Tudo levava a crer que isso seria mais um caso da divisão Fringe, mas quando o assunto envolve cortexiphan, podemos sempre esperar algo mais, e houve. Walter lembrou de um "ex-colega de experimentos" de Olívia que acabou sendo a chave para o problema e de quebra, trouxe Peter de volta, porém, caso Olívia não parasse com o "extermínio", provavelmente dizimariam-o. O sexto sentido e o sentimento ainda não compreendido por eles, foi a verdadeira chave para a sua volta.

Peter está de volta! Diretamente do Lago Reiden, nu, mas completamente lúcido, teoricamente lembrando de tudo o que aconteceu. Detalhe que ele não caiu no lago, emergiu. As cenas seguintes serão muito interessantes com diálogos completamente vazios entre eles, com apenas nós sabendo o que está acontecendo, esperando que o quebra cabeça se junte.


Paralelamente acompanhamos o fim do dilema sobre a internação de Walter. Do jeito que ele estava, já passavando dos limites, isso seria natural, porém nós não acreditávamos que Walter pudesse ser internado novamente, principalmente com a decisão final nas mãos de Olívia, cujo passava por problemas parecidos, porém não tão exagerados. Mesmo com o suspensezinho de Olívia, todos já sabiam da sua decisão, mesmo depois de Walter quebrar todo o apartamento do hotel, devido ao efeito colateral por tanto tempo preso em seu laboratório. Claro que o fantasma de Peter aumentou o nível de sua loucura.

Mark Little (Cameron James) disse um pouco sobre como continuou os experimentos de Walter após a fuga de Olívia e de sua irritabilidade pelo fim. Nesse momento eu arregalei os olhos, pois esse tema é muito excitante na série, porém as corrente começaram a se mover e ele ficou só nisso mesmo. Torcendo para que tenhamos um flash-back dessa época o mais breve possível.

Tudo o que estamos acompanhando na série está sendo acompanhada de perto pelos observadores, é lógico, porém, parece que September está agindo sozinho nessa nova empreitada. Primeiro não quis acabar de vez com Peter e agora parece que encaminhou o seu retorno. Porquê? Não faço a mínima ideia e já estou louco para aprofundar nesse tema. Ele esteve bem visível dessa vez.


Os Glyph Codes da semana formou a palavra Reset. O gabinete do seu computador, tem uma tecla lá com esse nome não é? O que acontece quando você aperta ela? Então, da mesma forma, os Glyph Codes veio para recompormos nossas ideias, pois, com Peter de volta, voltaremos ao começo. Geralmente a gente aperta esse botão quando o PC trava, da mesma forma que está acontecendo com nossas cabeças agora.


e mais:

— Nina Sharp está de volta, mostrando ser bem mais íntima com Olívia do que antes, ao contrário da sua relação com Walter, bem mais voraz. Alguma coisa tem nesse meio.

— Alguém, além de mim, está sentindo falta do Walternate?

— Fringe agora só em duas semanas.
Tecnologia do Blogger.