Pular para o conteúdo principal

Especial Dia Das Crianças: "Crianças que Amamos!"

Na semana da criança, o blog "Viciado em Série" reuniu uma turma para um especial, onde falamos sobre cinco crianças que se destacam e fazem a nossa alegria no mundo das séries. O especial tem a participação dos redatrores do blog @KarolenPassos, @Diegosilvr e FabioLins_, além da participação especial da @Gabicz.

Arya Stark - Game Of Thrones por Karolen Passos

Quando o assunto são as crianças das séries logo uma me vem à mente: Arya Stark.

Ela é filha de Cately Stark e Eddard (Ned) Stark , o Lorde de Winterfell.

A personagem de Maisie Williams da série Game Of Thrones é uma das queridinhas dos fãs do seriado. Arya Stark é uma menina de nove anos no livro, pois na série a menina é um pouco mais velha. Ela é animada, tomboy, inteligente, sarcástica, corajosa, um pouco mal-humorada e com habilidades natas de combate. Muitas vezes é confundida com um menino devido às roupas que usa e seu jeito.

Ned: Damas não brincam com espadas.
Arya: Eu não estava brincando. E eu não sou uma dama.

Arya tem quatro irmãos: Uma irmã, dois irmãos e um irmão bastardo. Jon Snow é o irmão bastardo e é com ele que a menina tem uma ligação maior. Este irmão lhe dá sua primeira espada a qual ela chama de Needle (agulha). Arya é diferente das outras garotas que sentem a vontade de casar, ter filhos e ser conhecida como Lady – insert sobrenome do marido. Ela quer ser uma guerreira e quando ela, sua irmã e seu pai se mudam para Porto Real, esta começa a ter aulas de dança – aulas de como conduzir uma espada em um combate.

(Essa foi uma pequena apresentação para aqueles que não conhecem essa personagem maravilhosa)

Bom, Arya é a melhor personagem de longe – minha opinião é claro. Amo de paixão a personagem e tenho o costume de dizer que ela é a minha filha, pois se eu tivesse uma, desejaria que fosse como ela. Não tem como não amá-la e espero que a próxima temporada tenha mais cenas com ela.

Mikey Bellefleur - True Blood por Diego Silveira

Difícil falar sobre o baby Mikey, filho de uma das personagens mais neuróticas da série (bom sentido, claro), que nos enganou por muitos episódios. Todos nós achando que tinha poderes do mal, devido a uma macumba feita por Arlene na terceira temporada, e que ele formava a gangue mais temida do mundo das séries, The Baby e a boneca Megaevil, tocando o terror em Bon Temps, jogando fogo em casa e tudo mais, quem não teria medo de uma criaturinha assim, até eu. Detalhe seu pai era um serial killer.

Pena que tudo não passou de um mal entendido, o bebê era alvo de um fantasma inconformado que possuía a boneca. Mesmo depois de tudo, The Baby não perdeu sua graça e fofura. Um feliz dia das crianças para nossa gangue de Bon Temps, The baby e a boneca possuída Megaevil, e para todas as crianças.

Waaaaaaaaaalllt! - Lost por Gabriela Cerutti

Walt nunca foi um personagem muito estimado. Sinceramente, também não era um dos meus favoritos. Mas se tratando de uma série como Lost, é preciso reconhecer a história de Walt. Um garoto que perdeu a mãe e de repente foi obrigado a viver com o pai que nem conhecia. Algo cada vez mais frequente nos dias atuais.

Enquanto foi personagem principal, durante a primeira temporada, fomos levados a acreditar que Walt tinha algum tipo de poder sobrenatural e que era “especial”. Se ele realmente tinha tais poderes e se era especial nunca foi de fato esclarecido. Mas acompanhamos meio que de longe seu crescimento, até vermos Hurley e Ben leva-lo de volta à ilha para ser o novo guardião.

Assim como muitas crianças, Walt tinha como melhor amigo um cachorro. Um lindo labrador amarelo chamado Vincent. Afinal, quando Walt perdeu a mãe e foi rejeitado pelo padrasto, o único que não mudou o relacionamento com o menino foi Vincent. E com certeza o momento mais emocionante entre eles foi quando Vincent tentou seguir a balsa que partiu da ilha, e Walt teve que manda-lo voltar.

Chato, mimado, pirracento... Walt tinha vários defeitos. Mas teve que lidar com situações das quais nenhuma criança de sua idade imagina. E embora não tenhamos visto, podemos supor que ele aprendeu muito com tudo o que passou.

Harrison - Dexter por Fábio Lins

É o bebê mais improvável no mundo das séries.

Harrison veio ao mundo através de uma pessoa fria, sem qualquer tipo de sentimento, inclusive sexual. Dexter uniu-se à Rita, principalmente por ser uma mulher maltratada pelo seu ex-marido, e traumatizada sexualmente. Mas para seu desespero, Rita encontrou em Dexter, o prazer que tinha perdido, gerando assim, uma das criaturas mais fofas e sangrentas no mundo das séries. Sangrenta porque presenciou a morte de sua mãe, banhado do sangue materno.

A criança veio na quarta temporada, porém teve mais ênfase na quinta, onde realçava traços assassinos já conhecidos de seu pai. Porém a trama não se desenvolveu e tudo não passou de apenas especulação, porém nada impede que ainda veremos Harrisson seguindo os passos de seu pai. Alguém está torcendo por isso?

O personagem foi vivido por várias crianças quando bebê, porém a tendência é que fique apenas centralizado em um ator. Atualmente o personagem é vivido por Luke Andrew Kruntchev.

As crianças de Modern Family por Fábio Lins

Como escolher apenas uma? Como escolher entre Alex, Haley, Luke, Manny e Lilly? Não tem como. É como um pai tendo que escolher entre os filhos. Profundo? Não. Quem assiste Modern Family sabe que essas crianças são a essência da série, tropeçando em seus problemas, além de participar ativamente dos problemas de seus familiares.

Vivem intensamente, fazendo a gente rir e as vezes até chorar. Episódios da melhor comédia da atualidade (Emmy) sem a participação ativa dos pimpolhos não é a mesma coisa. Não é Modern Family. Contudo, nada mais do que justo lembrar das crianças da série nesse especial, sem diferenças, pois a turminha é sensacional.

Ps: Não deixe eles saberem que eu considero-as crianças, se não eles vão me matar [Rs]

Menções Honrosas: Bebê de Bolivia que não existe mais em Fringe; filhas pestinhas de Louie; Catherine, linda neta de Patty Hewes em Damages; Aaron (Lost); Rachel Cuddy (House); Amelia Pond (Doctor Who); Hope (Raising Hope); Holly (Breaking Bad).

Data original do post: 12/10/11

Comentários

  1. Harrison tem arrancado várias risadas minhas nesta temporada. O "Daddy  box" desta semana me fez rir por mais de um minuto!

    Arya também é minha personagem favorita de "Game of Thrones" e espero que cada vez mais o papel dela aumente.

    Walt cresceu e teve um grande final pro seu personagem nos extras do DVD da última temporada de Lost. Merecido!

    Das menções honrosas, além da Catherine de Damages (linda), Rachel Cuddy é espetacularmente fofa! Ô menina engraçadinha!

    ResponderExcluir
  2. GabrielaCeruttiZimmermann13 de outubro de 2011 18:40

    Um mais lindo que o outro, e eu só conheço o Walt (e Aaron) mesmo. #fail Preciso aumentar minha watchlist.

    ResponderExcluir
  3. Harrison *------------*

    ResponderExcluir
  4. Muito lindo o post! *-*

    Muito legal lembrar das crianças que alegram as nossas séries preferidas... Bom desses só conheço o Harrison (Que amooooo ♥), o Walt, o Aaron e a Rachel Cuddy.
    O post foi perfeito (como sempre). Linda homenagem! ^^

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …