Especial Dia Das Crianças: "Crianças que Amamos!"

Na semana da criança, o blog "Viciado em Série" reuniu uma turma para um especial, onde falamos sobre cinco crianças que se destacam e fazem a nossa alegria no mundo das séries. O especial tem a participação dos redatrores do blog @KarolenPassos, @Diegosilvr e FabioLins_, além da participação especial da @Gabicz.

Arya Stark - Game Of Thrones por Karolen Passos

Quando o assunto são as crianças das séries logo uma me vem à mente: Arya Stark.

Ela é filha de Cately Stark e Eddard (Ned) Stark , o Lorde de Winterfell.

A personagem de Maisie Williams da série Game Of Thrones é uma das queridinhas dos fãs do seriado. Arya Stark é uma menina de nove anos no livro, pois na série a menina é um pouco mais velha. Ela é animada, tomboy, inteligente, sarcástica, corajosa, um pouco mal-humorada e com habilidades natas de combate. Muitas vezes é confundida com um menino devido às roupas que usa e seu jeito.

Ned: Damas não brincam com espadas.
Arya: Eu não estava brincando. E eu não sou uma dama.

Arya tem quatro irmãos: Uma irmã, dois irmãos e um irmão bastardo. Jon Snow é o irmão bastardo e é com ele que a menina tem uma ligação maior. Este irmão lhe dá sua primeira espada a qual ela chama de Needle (agulha). Arya é diferente das outras garotas que sentem a vontade de casar, ter filhos e ser conhecida como Lady – insert sobrenome do marido. Ela quer ser uma guerreira e quando ela, sua irmã e seu pai se mudam para Porto Real, esta começa a ter aulas de dança – aulas de como conduzir uma espada em um combate.

(Essa foi uma pequena apresentação para aqueles que não conhecem essa personagem maravilhosa)

Bom, Arya é a melhor personagem de longe – minha opinião é claro. Amo de paixão a personagem e tenho o costume de dizer que ela é a minha filha, pois se eu tivesse uma, desejaria que fosse como ela. Não tem como não amá-la e espero que a próxima temporada tenha mais cenas com ela.

Mikey Bellefleur - True Blood por Diego Silveira

Difícil falar sobre o baby Mikey, filho de uma das personagens mais neuróticas da série (bom sentido, claro), que nos enganou por muitos episódios. Todos nós achando que tinha poderes do mal, devido a uma macumba feita por Arlene na terceira temporada, e que ele formava a gangue mais temida do mundo das séries, The Baby e a boneca Megaevil, tocando o terror em Bon Temps, jogando fogo em casa e tudo mais, quem não teria medo de uma criaturinha assim, até eu. Detalhe seu pai era um serial killer.

Pena que tudo não passou de um mal entendido, o bebê era alvo de um fantasma inconformado que possuía a boneca. Mesmo depois de tudo, The Baby não perdeu sua graça e fofura. Um feliz dia das crianças para nossa gangue de Bon Temps, The baby e a boneca possuída Megaevil, e para todas as crianças.

Waaaaaaaaaalllt! - Lost por Gabriela Cerutti

Walt nunca foi um personagem muito estimado. Sinceramente, também não era um dos meus favoritos. Mas se tratando de uma série como Lost, é preciso reconhecer a história de Walt. Um garoto que perdeu a mãe e de repente foi obrigado a viver com o pai que nem conhecia. Algo cada vez mais frequente nos dias atuais.

Enquanto foi personagem principal, durante a primeira temporada, fomos levados a acreditar que Walt tinha algum tipo de poder sobrenatural e que era “especial”. Se ele realmente tinha tais poderes e se era especial nunca foi de fato esclarecido. Mas acompanhamos meio que de longe seu crescimento, até vermos Hurley e Ben leva-lo de volta à ilha para ser o novo guardião.

Assim como muitas crianças, Walt tinha como melhor amigo um cachorro. Um lindo labrador amarelo chamado Vincent. Afinal, quando Walt perdeu a mãe e foi rejeitado pelo padrasto, o único que não mudou o relacionamento com o menino foi Vincent. E com certeza o momento mais emocionante entre eles foi quando Vincent tentou seguir a balsa que partiu da ilha, e Walt teve que manda-lo voltar.

Chato, mimado, pirracento... Walt tinha vários defeitos. Mas teve que lidar com situações das quais nenhuma criança de sua idade imagina. E embora não tenhamos visto, podemos supor que ele aprendeu muito com tudo o que passou.

Harrison - Dexter por Fábio Lins

É o bebê mais improvável no mundo das séries.

Harrison veio ao mundo através de uma pessoa fria, sem qualquer tipo de sentimento, inclusive sexual. Dexter uniu-se à Rita, principalmente por ser uma mulher maltratada pelo seu ex-marido, e traumatizada sexualmente. Mas para seu desespero, Rita encontrou em Dexter, o prazer que tinha perdido, gerando assim, uma das criaturas mais fofas e sangrentas no mundo das séries. Sangrenta porque presenciou a morte de sua mãe, banhado do sangue materno.

A criança veio na quarta temporada, porém teve mais ênfase na quinta, onde realçava traços assassinos já conhecidos de seu pai. Porém a trama não se desenvolveu e tudo não passou de apenas especulação, porém nada impede que ainda veremos Harrisson seguindo os passos de seu pai. Alguém está torcendo por isso?

O personagem foi vivido por várias crianças quando bebê, porém a tendência é que fique apenas centralizado em um ator. Atualmente o personagem é vivido por Luke Andrew Kruntchev.

As crianças de Modern Family por Fábio Lins

Como escolher apenas uma? Como escolher entre Alex, Haley, Luke, Manny e Lilly? Não tem como. É como um pai tendo que escolher entre os filhos. Profundo? Não. Quem assiste Modern Family sabe que essas crianças são a essência da série, tropeçando em seus problemas, além de participar ativamente dos problemas de seus familiares.

Vivem intensamente, fazendo a gente rir e as vezes até chorar. Episódios da melhor comédia da atualidade (Emmy) sem a participação ativa dos pimpolhos não é a mesma coisa. Não é Modern Family. Contudo, nada mais do que justo lembrar das crianças da série nesse especial, sem diferenças, pois a turminha é sensacional.

Ps: Não deixe eles saberem que eu considero-as crianças, se não eles vão me matar [Rs]

Menções Honrosas: Bebê de Bolivia que não existe mais em Fringe; filhas pestinhas de Louie; Catherine, linda neta de Patty Hewes em Damages; Aaron (Lost); Rachel Cuddy (House); Amelia Pond (Doctor Who); Hope (Raising Hope); Holly (Breaking Bad).

Data original do post: 12/10/11

Tecnologia do Blogger.