Pular para o conteúdo principal

Supernatural - Quinta Temporada




A quinta temporada! Como já disse ontem, ela divide meu coração com a quarta, são as duas melhores na minha opinião. Recapitulado, no fim da quarta temporada Sam matou Lilith e libertou Lúcifer do inferno.

Uma forte luz branca sai do altar onde Lilith morreu e os garotos ficam sem saber o que fazer, principalmente quando em um piscar de olhos eles não estão mais na sala onde estavam e agora estão dentro de um avião, sem entender muito bem o que aconteceu, eles olham pela janela a tempo de ver a luz branca que libertou Lúcifer. Quem os tirou de lá? Depois de muitas teorias e suposições, estou tentada a dizer que foi Deus quem os salvou.
O que Lúcifer veio fazer na terra? Ele veio trazer o apocalipse e agora a luta é para impedir que ele aconteça. Lembra que disse que Sam era o escolhido do inferno e Dean dos céus? Pois é, Sam é o receptáculo do diabo (ou, como disse Dean: Lucifer vai vesti-lo para ir ao baile) e Dean é o de Michael. Esse mesmo, o Arcanjo Michael, aquele da bíblia. Por que Lulu e Mike simplesmente não possuem os dois como fazem os demônios comuns? Bem, os anjos não podem simplesmente entrar e tomar conta do corpo, eles precisam de permissão. Logo, Sam e Dean deveriam dizer SIM para entregar seus corpos a eles, não se esqueçam que embora Lúcifer seja o comandante do inferno ele também é um arcanjo. Já que Sam não dirá sim para Lucifer, ele vai atrás de outro corpo, a segunda opção, um homem que perdeu a família toda e agora não tem mais nada a perder.
Há vários episódios ótimos, por exemplo, o episódio em que Dean volta ao passado (ele já havia voltado na quarta temporada e descoberto que a mãe era uma caçadora e fez um pacto com Azazel, foi mal deixar isso de fora no outro post) junto com Sam para impedir que Ana (Ana é uma anja caída, ela tornou-se humana, mas quando o apocalipse começa ela enlouquece, pois começa a ouvir a voz dos anjos falando sobre Sam e Dean) mate seus pais. A teoria de Ana é simples: matando John e Mary, Sam e Dean nunca nascem, sem eles, Lucifer não é libertado.
Deixei escapar um outro personagem importante e que eu simpatizo bastante: Crowley, o demônio rebelde que não quer que Lúcifer traga o apocalipse para a terra, por isso ele ajuda os irmãos sempre que possível.  Não significa que ele será bonzinho pra sempre, na próxima temporada ele dá muita dor de cabeça.
Depois de muitos acontecimentos, descobrimos que os anjos não são tão contra o apocalipse assim. Na verdade querem que ele aconteça para livrar a terra os humanos, já que nós, os humanos, somos responsáveis pela dor de cabeça dos anjos e temos tudo o que eles não tem: o amor incondicional de Deus e o livre arbítrio, além do mais, somos imperfeitos e  subdesenvolvidos.
Essa temporada apresenta os cavaleiros do apocalipse: Fome, Guerra, Peste e Morte. A Morte é bem legal, alias. Dean descobre que os anéis dos 4 cavaleiros são a chave para a jaula de lúcifer. Dean diz não a Michael, mas ele arruma outro receptáculo: Adam (Também pulei o Adam, ele é meio irmão de Sam e Dean, fillho de John com alguma aventura que ele arrumou em uma de suas caçadas). Já Sam tem um plano totalmente sem sentido: dirá sim a Lúcifer, tentará tomar conta do seu próprio corpo enquanto estiver possuído e se jogará na jaula. Ele ficará preso junto com  Luci, mas salvará o resto da humanidade. Agora a luta dos homens contra céu e inferno, com a ajuda de Castiel, que se apega aos irmãos de tal forma que abandona sua família (os outros anjos) para lutar ao lado dos Winchesters.
No ultimo episódio, Michael já está possuindo Adam e Sam está com Lúcifer no corpo, eles marcam uma batalha, só não contavam que Dean, Bobby e Cass iria impedi-la de acontecer. Sam, que dizer, Lúcifer fica transtornado com a intromissão e se livra de Cass, mata Bobby e dá uma surra em Dean, que implora por sua vida chamando por Sam. Aparentemente isso funciona, Sam olha para um reflexo no carro (o Impalla, um dos mais importantes personagens) e vê um soldadinho de chumbo que ele e Dean colocaram ali quando crianças, então uma série de recordações vem a sua mente e Sam retoma seu corpo, a tempo de se jogar na jaula e puxar Michael com ele.  O ultimo episódio é quase todo focado no carro, conta a história desde o dia de sua fabricação, seus antigos donos, até o dia em que John o compra. Chuck, o profeta, narra o episódio. Mas será que ele é apenas um profeta mesmo? Chuck, vestido de branco narra todo o episódio e com um sorriso misterioso no rosto desaparece em com um estalo de dedos. Dizem por aí que ele era Deus, ajudando os irmãos o tempo todo. E você, o que acha?
Essa temporada mostra Sam e Dean como os adultos que eles se tornaram, afinal passaram-se cinco longos anos desde que os dois saíram em busca do pai desaparecido. A simbologia também é ótima, Dean representando o céu e Sam o inferno. Dean é o receptáculo de Michael e Sam de Lucifer. Ainda não fizeram a conexão? Quem era o filho obediente, que seguia as ordens do pai sem questionar, como um bom soldado e quem era o filho desobediente que batia de frente com o pai, questionava suas ordens até ser expulso de casa? Não, não estou falando de Dean e Sam, estou falando de Michael e Lúcifer. Agora entenderam, não é? Desde crianças os dois irmãos estavam predestinados a serem os receptáculos dos arcanjos, mas graças ao livre arbítrio que todo ser humano tem direito, eles mudaram o próprio destino.
Amanhã é a estréia da sétima temporada e o último post dessa maratona de Supernatural. Ansiosos? Eu estou!

Comentários

  1. Super ansiosa!!!!

    Amanhã é o último post dessa maratona e o inicio da 7ª temporada. Feliz porque voltaremos a ver os Winchester e triste porque vai acabar a maratona de posts sobre essa série que eu AMOOOOOOOOO!!!Que venha a sexta feira \o/

    ResponderExcluir
  2. Que bom que está gostando! Eu também já estou ficando com saudades, a partir de amanhã os posts não serão mais diários e sim semanais. A parte boa é que os textos serão melhores trabalhados e não vou esquecer de nada!
    Queria ter falado sobre muito mais coisa! Mas quando vejo já escrevi quase duas páginas.. hahaha

    ResponderExcluir
  3. AEEEEEEE MUItOO BOM!! A melhor temporada de longe!!!

    ResponderExcluir
  4. Todo mundo diz que essa é a melhor temporada da série e que a série deveria ter acabado nessa. Como ainda estou longe da quinta temporada, não sei dizer se os "críticos" estão corretos ou não. 
    Parabéns pelo especial Camila!

    ResponderExcluir
  5. Eu acho que se tivesse acabado nessa seria perfeito! Eu gostei da sexta também, tem coisas beeem legais, mas isso é assunto pra hoje a noite. rs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …