Pular para o conteúdo principal

Supernatural: “Meet the New Boss” s07 e01




Dean, Sam e Bobby estão agora diante de uma nova ameaça: Castiel. Como irão reagir agora que seu antigo amigo se tornou Deus e, o pior, parece não se importar mais eles.

O episódio começa com Cass se auto proclamando o novo Deus. Ele dá uma escolha aos irmãos: ou se ajoelham perante ele e demonstram respeito e amor, ou Castiel os matará. Claro que ninguém quer morrer, então eles começam a se ajoelhar, mas Cass os interrompe e diz que estão se ajoelhando por medo e não por amor e respeito, que os deixará vivos por enquanto, mas se intervirem em algo, serão mortos. Por esse começo já notamos que o Cass que conhecíamos se foi...

Dean, Bobby e Sam ficam sem saber o que fazer, Cass está descontrolado e matando todos os lideres religiosos indignos, alguns membros da Klu Klux Klan, palestrantes motivacionais e tudo mais que entrar em seu caminho. Tentar impedi-lo seria apenas um tipo sofisticado de suicídio, já que, assim que Cas descobrir o que eles estão fazendo, iria esmagá-los como pequenos insetos.

O que torna tudo ainda mais difícil é a situação do Sam, ele ainda tem visões da jaula com Lúcifer, visões bem convincentes, aliás. Ele tenta esconder isso durante todo o episódio, afinal, Dean e Bobby já tem problemas suficientes tentando encontrar um jeito de deter Cas, ele não quer jogar isso em cima deles. Por um lado mostra um Sam amadurecido depois de tudo o que aconteceu, a meu ver, ele escondeu isso para não sobrecarregar ainda mais o irmão, por outro lado, Dean vê isso como “Sam esta escondendo coisas de mim outra vez”.  Preciso comentar isso, eu adoro o Dean e desde o princípio ele foi meu personagem preferido, mas Jared (Sam) é um ator fantástico! Ele interpretando Lúcifer é perfeito, até melhor do que o Mark Pellegrino (o cara que interpreta Lúcifer 99% das vezes, ele até dá as casa nesse episódio tentando enlouquecer Sam em uma de suas visões). Isso me lembra, Mischa Collins (Castiel) também é um ator e tanto, voltemos a isso depois.

Dean tem uma idéia, ele se lembra que a Morte disse que um dia, mataria Deus. Ele chama Crowley (que aceitou trabalhar para Cass) para saber qual foi o feitiço usado por Lúcifer para prender a morte e controlá-la. Crowley resiste a princípio, temendo trair Cass e ter o mesmo fim de alguns anjos que se opuseram a ele. Sendo assim, ele envia o feitiço por correio, infelizmente o feitiço precisa de um elemento bem distinto, um cristal do ato de Deus (ou seja, um cristal feito por um raio que caiu na areia), um item bem raro, mas que eles encontram. Após invadirem a casa do dono do cristal, eles conjuram a morte e a prendem, tentando mandar, mas com muito respeito, que ela mate Cas. Depois de muito discutirem (Cass e a Morte), Cas liberta a Morte, que só não mata todos, por ter um certo apego a eles (eu acho).

O receptáculo de Cass está se desintegrando, lembram-se de Lúcifer na quinta temporada? Quando ele começa a apresentar feridas pelo rosto? É a mesma coisa, só que bem mais rápido. Nota-se que Cass não tem força suficiente para aguentar todas as almas do purgatório. Mesmo assim, ele continua sua ‘ira de Deus’ e vai até o escritório de uma senadora que prega valores cristãos, mas que na verdade é corrupta. Em certo momento Cass perde a consciência e quando a recobra, encontra todos do escritório mortos. Ele sabe que  fez isso, mas não sabe como e nem o porque. Sem contar que ele anda ouvindo umas vozes bem sinistras. Aparentemente engolir todas aquelas almas não foi uma ideia tão boa afinal.

Sam, que depois de tudo o que passou com o sangue de demônio, ainda acredita que haja algo do bom e velho Cass lá no fundo, então começa a rezar e pedir para que ele venha até a casa do Bobby, que eles podem ajudá-lo. Por incrível que pareça, ele vai. Pede desculpas e ajuda. Os garotos sabem como ajudá-lo, precisam abrir a porta do purgatório e devolver as almas lá pra dentro. Cass pode morrer, mas é a única maneira. No laboratório (mesmo lugar onde a porta foi aberta da primeira vez), eles preparam tudo, enquanto tentam deixar Cass. Sam tem outra visão da jaula, dessa vez com Lúcifer, que tenta convencê-lo de que ele ainda está preso e todo o resto é uma visão. Dean e Bobby conseguem abrir a porta do purgatório e devolvem as almas para o lugar que elas pertencem, mas alguma coisa fica: Leviatãs. Criaturas mais antigas que anjos e humanos e também muito mais perigosas e inteligentes. Por alguns segundos pensamos que Cass morre, mas logo ele se recupera e volta ao normal, mas não tem tempo para ser ele mesmo por muito tempo, já que os Leviatãs são mais fortes e logo tomam conta do corpo dele.

Bem, eu achei o episódio muito bom! A princípio pensei que a temporada seria sobre impedir Castiel de fazer muita bobagem como Deus, pensei até que Chuck talvez aparecesse para dar um jeito na bagunça, mas pelo visto será sobre salvar Castiel e a humanidade dos Leviatãs.  E abro um parênteses aqui, a interpretação do Cass nesse episódio é sensacional,  em um momento ele é um egoísta que pensa que irá salvar o mundo, no outro ele volta a ser ele mesmo e por fim, é possuído pelos leviatãs, que parecem ser bem sarcásticos e fortes, exigindo uma interpretação bem diferente da que ele fez até agora. Esqueci de falar que depois do encontro com Lúcifer, Sam não é mais visto. Pelo jeito a temporada também irá focar sobre concertar Sam. Por enquanto é isso, eu achei o episódio bem escrito e cheio de adrenalina, coisa típica de Supernatural. Até mesmo o Sam, que sempre me irrita, está bem nesse episódio. Espero que o resto da temporada continue nesse ritmo, o começo dessa foi bem melhor do que o começo da sexta, espero que a evolução também seja.
E vocês, o que acharam?

Comentários

  1. Ep sensacional, se não fosse o penúltimo ep da temporada anterior eu diria que esse começo foi melhor que a temporada inteira, mesmo com os eps legais dela. Achei animal, a trama parece definida, gostei da reviravolta, mas esperava que o Cas ficasse por mais tempo "Endeusado", gostei muito dos leviatâs e da atuação do Misha, se continuar assim teremos, facil facil, a oitava temp.

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente não assisti o episódio ='(


    Mas adorei tudoooooooooo que vc postou aqui!Agora quero mais do que nunca assistir...Afinal meu personagem preferido tbm é o Dean e quero ver se mudo um pouco minha opinião em relação ao Sam (pois tenho abusinho dele... auhsuahsuahsuahsuahsau)Adorei a história e fico feliz de saber que o Cass não ficou "endeusado" por muito tempo. Espero que o Dean, Bobby e até mesmo o Sam o ajudem a se livrar dos leviatãs.Esperando mais ansiosamente!!!

    ResponderExcluir
  3. Acho que essa temporada deva ser bem mais promissora que a anterior, já que a outra "perdeu o rumo" entre o episódio 11 e 19. Só nos resta se essa temporada seguirá com o bom nível desse 1º episódio

    ResponderExcluir
  4. a sexta temporada foi só pra encher linguiça 
    espero q melhore pois a quinta foi muito boa

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …