Qual é a de Up All Night? (Primeiras impressões)




Néeeemmmmmmm. Up All Night não é pra mim. Passo.

Não sei vocês, mas eu estou bem criterioso nesse fall season. Não vou assistir série "mais ou menos" e das que assisti até agora, Up All Night encaixa nesse prefil e pra baixo.

Você assiste série de comédia pra quê? Pra rir, ué, uai ou ora bolas. Já não tinha achado graça no trailer exibido antes da estreia e agora muito menos no episódio. Primeiro que o trailer de 4 minutos diz tudo que é o episódio, sem deixar passar nada. Não houve nada de novo no episódio. Assista o trailer e se não gostar, não vale a pena assistir a série.

Ah mas eu vou assistir a série porque eu aaaammmoo o Will Arnett. Adorei a sua participação em The Office e 30 Rock. E a Christina Applegate? Estava linda em Samantha Who. Ah gente, me poupe. (é me poupe mesmo e não poupe-me). Esse negócio de assistir série por causa de ator não dá certo (não é mesmo Sarah Michelle?). As vezes somos enganados em filmes. Não temos opções, vamos ao cinema sem informações e acabamos escolhendo um filme pelo ator, que nem aparece tanto, e que no final acaba sendo uma bosta. Mas como é duas horas, a gente acaba esquecendo. Agora em série isso não dá.

Mas se você gostou pela fofura do bebê? Não tenho objeções. É fofo mesmo [rs].

A série é baseada na vida de um casal acostumado a balada, palavrões e tudo de costumeiro em uma vida de solteiro. A doida acaba engravidando (até parece que a culpa é só dela) e então começam a enfrentar os problemas típicos de um casal com filho de primeira viagem, e com os produtores tentando criar graça nisso.

Há muitas séries estreando, fora as maratonas pendentes. Não dá pra acompanhar uma série mais ou menos, mais para menos. Up All Night, bye, bye.
Tecnologia do Blogger.