Pular para o conteúdo principal

True Blood: Review "I Wish I Was the Moon" S04E06




True Blood é a série mais desconfiada da atualidade. Muitos estão adorando a quarta temporada, mas outra grande quantia estão com um pé atrás, traumatizado pela temporada passada. Chegamos na metade da 4ª Temporada e a trama continua envolvente, engraçada e bem amarrada. Os episódios estão bem dinâmicos. Quando você se apega a um acontecimento, já vem outro ainda mais cativante, já amarrando com outra trama tão ou mais interessante. Esse parágrafo é um resuminho da temporada até então, e tudo foi aplicado nesse excelente episódio "I Wish I Was the Moon"


A trama se desenvolve numa rapidez impressionante. Num único episódio, acompanhamos a trama de praticamente todos os personagens.

Todos sabiam que a primeira cena do episódio seria Bill "empatando" Eric e Sookie e não deu outra. Mas esperava um pouco mais de audácia dos diretores. Porque não Eric morrer? Seria um choque pra muita gente mas série boa tem que ser chocante as vezes. Achei comoção demais de Bill. Que rei é esse?

Mas uma coisa tem que ser dita é que o sangue de Eric provado por Sookie é que está deixando-a doida (mas aclaro que a meiguice temporária ajudou), da mesma forma que aconteceu com Bill. Não acho que existe amor verdadeiro da parte de Sookie a Eric e nem mesmo a Bill. Quando um humano prova sangue de vampiro, os deixam incontroláveis, da mesma forma que está acontecendo com Jason e Jessica, diga-se de passagem. O homem pantera? Hilário! Ainda bem que não se transformou pois faltaria humanos na série.

Uma boa série se faz com excelente cliffhangers e True Blood está muito bem nesse quesito. Muitas vezes deixam excelentes cliffhangers de uma cena pra outra. Mas acho que dessa vez pecaram um pouco pois se não mostrassem Eric sendo libertado, todos imaginariam hoje a sua morte, principalmente por terem mostrado Pam solta. Coitada de Tara. Vai lutar com mais um vampiro? Pobre Tara. Ou não.


Detalhes:

A parte bruxaria da série ficou bem interessante após as revelações. Marnie (Tia Petúnia) se conecta com os espíritos do passado e agora que o bicho vai pegar mesmo. Devastação de vampiros? Com certeza.

Arlene e Terry lidam com um incêndio e o bebê aparece sozinho no quintal com a boneca Magaevil. Já estou tendo mais medo do bebê do que da boneca.

Debbie convence Alcide a se juntar a uma comunidade nova de lobisomens, através de muito amor, convenhamos. Já estou contando os dias para que essa trama se misture com os principais acontecimentos da temporada.

E Tommy?! Adorei a sua nova interface. Mas quem não vai gostar nada disso é Sam quando descobrir. Como resistir não é Tommy. Eu te perdoou, mas dessa vez seu irmão vai atirar pra matar.

Comentários

  1. Gostei bastante desse episódio de True Blood. Para falar a verdade, para mim, a temporada está impecável. Até Tommy e Sam ficaram interessantes em I Wish I Was the Moon. A única parte que ainda não me chama atenção são os acontecimentos que envolvem Lafayette e Jesus.
    Não concordo que Eric deveria morrer. Há outras formas de chocar sem matar um de meus personagens favoritos! hahaha Creio que Eric amoleceu o coração de Bill, mas pode ser que a libertação dele não foi mostrada devido a algum outra causa que levou à libertação, que deve ser evidenciada em breve.
    Eu acredito que Sookie amava Bill e ainda sente algo por ele. Por Eric, não acho que ainda seja amor, mas também não é relacionado ao sangue. Ela deve estar começando a gostar dele, o que pode evoluir para algo mais. Realmente espero que seja isso! hahahah
    Nunca pensei que diria isso, mas achei bem fofas as cenas de Jessica e Jason juntos. Gostei de verdade, embora nunca tenha me interessado por qualquer coisa relacionada a Jason. Creio que seja o poder de Jessica, personagem encantadora e mais uma entre meus favoritos.
    Muito curiosa sobre o desenrolar do plot de Arlene e a boneca do mal e aquele novo fantasma. Também ansiosa para saber como Sam vai descobrir sobre Tommy e como vai lidar com isso. E, claro, quais os próximos passos de Antonia/Marnie.
    Quase me esqueci! Quem vai salvar Tara da fúria de Pam. Só espero que não machuquem a vampira mais legal de True Blood!
    Quero mais True Blood!!!!
    Como sempre, escrevi demais...

    ResponderExcluir
  2. Escreveu demais nada Lorena. Adoro ler o que os leitores do blog pensam a repeito dos episódios. Quanto mais você escrever, melhor para todos. 
    Gostei da sua opinião. Divergente da minha em alguns aspectos mas é assim mesmo. Review serve pra gente discutir e expor cada um a sua opinião.
    Mas normalmente as meninas não querem que o Eric morra né? hahah Ao contrário dos homens.
    Mas é isso aí. Obrigado pela sua participação e acho que vou contratá-la como reviewer hahah Escreve muito bem. 

    ResponderExcluir
  3. Muito boa review, comecei a ler quando pisquei já tinha acabado... #coisaboa
    O que me fez rir no episódio foi Jason, e na conversa com Jessica também foi bem legal, a cara dele de decepção por não se transformar deve ser, por ele ter passado por tudo aquilo e não ter dado em nada....
    Falar nisso o núcleo Charlies Angel´s da série está meio esquecido, não acho que Crystal[ não é o que Walt faz] ainda vai dar muita dor de cabeça pra Jason....
    Concordo com vc, Bill tá dramatizando mesmo, se fosse o rei anterior [ aka Ronaldo Esper] teria matado sem dó...
    Não posso deixar de citar a duplinha megaevil, o bebê e a boneca, fazendo suas peripécias.... estou muito curioso para saber onde isso vai dar. São muitas coisas acontecendo na série, aja comentários... hehehehe

    ResponderExcluir
  4. Minha irmã não gosta de Eric, prefere Bill. Mas pense bem, você não acha que ficaria tudo mais sem graça sem ele?
    Obrigada! Mas quero carteira assinada, viu?! hahahaha

    ResponderExcluir
  5. A tempora tá boa demais, e acho q apesar do grupo da Crystal tá esquecido eles vão ter importancia mais pra frente.
    Review que fiz do episódio: http://bit.ly/ovPXdl

    ResponderExcluir
  6. Não torço para que Eric morra Lorena, mas caso aconteça, sinceramente não sentirei falta. Já tava convencido da sua morte na temporada, mas ressurgiu das cinzas, ou melhor do cimento rsrsrs Mas gosto mais da sua versão má. Espero que volte logo rsrs Abraço 

    ResponderExcluir
  7. Verdade Diego. A série tem plots de mais! O núcleo Charlies Angel´s (gostei e vou usar no próximo review rsrs) tá meio sumido mas não deve demorar para aparecer, para o desespero de Jason rsrs Abraço Man!

    ResponderExcluir
  8. ric é um dos meu personagens preferidos, minha adrenalida foi a mil com
    ele e Sookie juntos, adorei! Bill mudou muitos nos ultimos tempos....



    E concordo com um dos comentários acim, prefiro Eric na versão má...essa  de bonzinho foi legal no começo, mas já cansou.

    amo essa série!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …