True Blood: "Burning Down the House" S04E10




Como gostam de falar mal de True Blood. Está tão ruim assim?

Quem acompanha semanalmente os reviews de True Blood aqui no blog, sabe que tenho feitos algumas críticas sobre a 4ª temporada da série, mas até então, o balanço ainda é positivo. Porém não dá pra deixar de afirmar e concordar, que esse episódio foi um dos piores da temporada. Mas nem tudo foi perdido.

O problema é o seguinte. Já reclamei diversas vezes sobre o excesso de plots da série, mas independente da quantidade, é necessário ter qualidade equivalente entre eles. A disparidade está muito grande. O maior exemplo, foi esse episódio. Começamos empolgados com o início da guerra Vampiros x Bruxos, então vem a próxima cena e a gente fica remoendo para que volte para o plot anterior, causando descontentamento com o desenvolvimento. Agora se tivéssemos plots emplogantes o tempo todo, a história seria diferente.

Vai dizer que não ficou torcendo para que passasse logo a cena de Andy e seu primo, resolvendo assuntos familiares a base de tiro ao alvo? Por pior que seja os plots, precisam ter um final, e até gostei do desenrolar dessa história, porém poderiam ter resumido mais. Quase avancei no controle remoto, sério. Acho que se os dois tivessem morrido de alguma forma, seria melhor.


Por falar em morrer, vamos ao momento "COMO ASSIM?". Tommy, o porra louca do pedaço, mala sem alça, ganansioso, desonesto e tudo mais, pedindo pra morrer? Ou melhor, rejeitando atendimento. O que ele quer? Ser um Mártir?! OMG Ball! Tudo isso só pra aguçar a raiva de Sam? Não precisava disso. Eu até estava começando a interessar nas transformações de Tommy. Agora que eu não queria, ele morre. Gostaria de vê-lo lutando com seu irmão, acabando de vez com Marcus. Principalmente agora com Alcide (corno-lobo manso) está do mesmo lado. Finalmente encontraram algo para o personagem, para que deixasse de "esquentar a marmita" para Bill e para o Eric, se é que vocês me entendem.

COMO ASSIM?! (2). Marnie, a bruxa possuída quer matar tudo e todos, ao contrário de Antonia, cujo pretendia poupar vidas inocentes. Não seria o contrário? Tudo bem que o foco são os vampiros, mas porque não poupar vidas de inocentes? Ainda continuam aprisionando inocentes. Até consigo engolir toda essa bizarrice, fingindo que tudo tem sentido, se estivesse divertindo com tudo isso, mas desse jeito não dá. Parece que estão zoando da nossa cara. "Campo magnético?" Baita poder esse ein Antonia? Mas ainda torço para que vôoem pelos ares.

Como assim?! (3). Sookie recupera a memória de Eric a base de "adooguem". Explicação? Pra quê? Bobagem. Já estava passando da hora de Eric recuperar a sua memória, não é verdade? Mas assim?
Por falar em passar da hora, quando é que Sookie vai aprender a dominar os seus poderes? De repente, se unem e vão em busca de Antonia, para salvar Tara. Tudo bem. Assim, no peito e na raça. Tá bom, vou engolir essa.


Sabe o que realmente gosto de True Blood? Os personagens. Sookie, Jason, Bill, Eric, Pam, Lafa e até as loucuras de Andy, mas precisamos de uma trama principal menos bagunçada. Não vou deixar de assistir True Blood apenas pelos personagens, pois no mais, estão zoando da nossa cara. Espero que os dois episódios finais sejam bombásticos e que reduzam o número de plots para a próxima temporada. Você sabe fazer isso, tio Ball. Você fez isso nas duas primeiras temporadas.
Tecnologia do Blogger.