Pular para o conteúdo principal

Damages: "We’ll Just Have to Find Another Way To Cut The Balls Off of This Thing" S04E05




Primeiramente gostaria de dizer que eu esperava muito mais desse episódio. Foi a primeira vez que tive uma grande expectativa em relação a um episódio de Damages que não foi atendida.

Por uma grande coincidência do destino, Ellen Parsons e Nassim Marwart, escaparam da morte quando os seguranças da Patty apareceram e impediram que eles continuassem no táxi no qual, Jerry – O homem mais bondoso da série –, praticamente “assaltou”. Patty mostrou o papel que o Bill lhe deu para a sua pupila – então, Patty confia na capacidade da Ellen?! – e com isso descobrimos que o DD atrás do medalhão do Sanchez significa DUST DEVIL – Furação de Areia: Seria este o nome da operação deles. Finalmente a Hewes desconfiou de que os celulares delas podem estar grampeados, já estava passando da hora.

Vemos Jerry observar uma mulher loura e, em cenas posteriores, vemos os dois juntos na cama. OMG! O Jerry tem algum sentimento – que não seja a vontade de matar – por um ser humano. Pela forma como ele a tratou cheguei a essa conclusão.

Catherine Hewes está doente novamente e tem coisa mais fofa do que a Patty toda preocupada com a neta?! Espero que essa garotinha continue bem viva por muito tempo. Tem a possibilidade de a menina ter leucemia e aquela cena final da Hewes cortando os papeis em trinta e seis pedaços, marcando um com ‘x’ e depois vendo o quanto ela demorava a acha-lo, emocionou bastante a minha pessoa. Patty está realmente bastante conectada a neta (bem que dizem que amor de vó é diferente).

Aquele suspense todo da promo com a Ellen dentro do ônibus terminou sendo uma cena não tão intensa quando eu esperava. Jerry pediu para um suposto amigo fazer uma bomba que parecesse caseira para por em um ônibus – antes ele já tinha observado a Parsons pegar tal e o horário –, o tal homem fez essa bomba, e Jerry a levou ao ônibus, e deixou lá para ser explodida. Porém esta não explodiu e acredito que todos ficamos com aquela feição de: Se ferrou, Jerry \õ/ Cometeu um erro!!! Woohoo!!!Uma vez filho da puta, sempre filho da puta... disse a minha pessoa depois de perceber que ele não havia cometido erro nenhum. Tenho que admitir que o cara é bom no que faz. Eu crente que ele também tinha deixado o fio de cabelo cair quando na verdade, ele tinha implantado o do Nassim na bomba para que o pobre coitado não conseguisse testemunhar. Arrrrrrgh!

Raiva do Howard? Nenhuma... o sentimento que tenho por ele ultrapassa isso. O cara agora envolveu o departamento de defesa na confusão toda e todo o documento enviado para a Ellen da High Star foi censurado. Tomara que a Patty te destrua todo, Erickson.

Sem depoimento agora que o Nassim foi preso, então, o jeito é a Patty e a Ellen utilizarem o documento que o Bill encontrou.

Nota¹: Ellen andando de ônibus? Sério? A mulher tem grana pra caramba e anda de ônibus? Tá né...

Nota²: Porque o Jerry não morre logo? Já está gripado daquela forma mesmo. Um pequeno empurrãozinho e ele vira comida de minhoca. Seria um favor a humanidade.

Nota³: Patty falando um pouco sobre sua mãe e o fato de não ter religião foi bem interessante. Será que a Hewes irá recorrer a Deus agora com a neta doente?!

Peço desculpas pela demora da review, mas a legenda demorou um pouquinho mais para sair e eu estava enrolada com as tarefas escolares. Espero que tenham gostado e até a próxima!
That’s all folks ;*

Comentários

  1. Realmente Karol, esse episódio foi bem mais ou menos, ou então a nossa expectativa que estava enorme, devido aos promos rsrs Mas os detalhes que mencionou foi foda de ver mesmo. Ellen no busão? WHAT?
    Outra coisa que acrescento é que as vezes os plots estão óbvios demais. Tava na cara que a polícia não estava indo pegar Jerry. Esse clichê foi usado em Prison Break a 10 anos atrás rsrsr Foi bem sem graça.
    No mais a temporada ainda contínua muito boa, só que precisam caprichar nesses detalhes.
    Bjo e mais uma vez, ótimo review

    ResponderExcluir
  2. Vou concordar com vocês, a promo me deixou muito ansioso pro episódio que acabou não vingando, podemos falar que foi meio que uma propagada enganosa sem querer... Tadinha da Catherine, espero que ela não tenha leucemia, muito linda ela, quer dizer ela e a Patty juntas.
    Também achei estranho Ellen estar andando de busão, como assim, ela tem recursos. Jerry me da uma raiva imensa, ele e Howard, fiquei me perguntado como assim eles censuram os documentos, quero ver uma reviravolta urgente.
    Quero ver momentos mais eletrizantes -não que a temporada esteja ruim- igual as temporadas anteriores. Só um pedido, "Please, sem promos enganosas mais em", tudo que peço.
    Ótimo review, parabéns... =D

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …