The Voice: Os americanos elegem a sua voz!




Curto, intenso e divertido. O novo reality show americano exibido na NBC, veio (com certo atraso) para competir com o American Idol, e após seu final, chegamos a seguinte conclusão.


Há espaço para os dois realitys tranquilamente. The Voice mostrou que vai caminhar com as próprias pernas e que a única semelhança com o reality da FOX, é que são disputas entre cantores, cabendo a nós espectadores, julgarmos o melhor.

Mas esse texto não é para diferenciarmos os reality shows musicais. The Voice chega ao fim da temporada coroando a voz da américa e considero que o público americano fez uma excelente escolha coroando Javier Colon. Desde o início, o cantor já se destacava junto ao público americano. Mas de qualquer forma, o título estaria em muito boas mãos caso Dia, Vicci ou Beverly saíssem vencedoras.

Desde o início os quatro eram os meus favoritos, juntamente com Jeff Jenkins, cujo inexplicavelmente foi preterido por Adam na semi-final. Javier faturou US$ 100 mil mais contrato com uma gravadora, mas quem saiu ganhando fomos nós. Um belíssimo reality, emocionante e divertido. Pena que acabou rápido. O jeito é aguardar ansiosamente a 2ª Temporada.

Mas o programa não foi impecável. Achei as apresentações dos treinadores abaixo da crítica. Sei lá, parecia que estavam com a maior preguiça. achei que faltou críticas negativas em determinados momentos. Os jurados só elogiaram. O tempo todo. O apresentador também não cativou-me. Meio sem graça e robótico. Precisava se soltar mais. O show de encerramento foi bem sem graça também. Por ser encerramento, esperava espetáculo e quase me deu sono.

Mas foi apenas a primeira temporada e tenho certeza que as próximas, corrigirão esses erros bobos e voltaram com coisas novas, nesse excelente reality show musical que chegou pra ficar.

Confira o single que deu o título de "A voz da américa" para Javier Colon.

Tecnologia do Blogger.