Pular para o conteúdo principal

True Blood: Review "I'm Alive and On Fire" S04E04


Quero começar falando no que de melhor aconteceu no episódio. Aconteceu alguma coisa boa?

Sim, claro. Diferente do episódio da semana passada onde custei a confessar que foi ruim, True Blood veio nesse último Domingo com "I'm Alive and On Fire", um episódio onde ocorreram várias situações bizarras e engraçadas mas ainda não suprindo a expectativa criada por mim. Tá bom, eu que estou querendo demais? Pode ser. Ou não.

Mas vamos falar no que de melhor aconteceu no episódio. Jason Stackhouse. Vamos concordar que foi a principal atração do episódio. Enfim o garanhão saiu daquela cama onde literalmente estava sendo estuprado (quem te viu e quem te vê), graças a corajosa adolescente, pois se tivesse dependido de Sookie e seus amigos, estaria lá a temporada inteira.


Sensacional a forma como acaba com aquele "pantera de uma figa". O cara teve o fim que merece e admira-me muito a cara de pau da Crystal após Jason acabar com o crápula. Ela tinha que ter tido o mesmo fim. Ela devia está chapada de V, naquele momento.

Por falar em chapado, muito engraçado Eric nesse episódio. Sugou a fada madrinha e ficou literalmente bêbado. O "vampgaranhão" está parecendo uma criança sem teto, sem proteção alguma, mas ele ainda não  esconde seu lado apaixonado. Sookie que nos diga. Com a ajuda Alcide, a gata encontra Eric e o bota-o pra dormir. Eric vai ficar com Sookie em 5,4,3...

Será que Bill não tem mais nada pra fazer a não ser ficar correndo atrás de Eric não? Afinal porque diabos ele aceitou a ser o manda chuva do pedaço? Perdeu muitos pontos senhor Bill ao tentar invadir a cada de Sookie. Acho que dessa vez a fila andou de vez pra você Bill.

Mas eu que está incomodando mesmo nessa temporada de True Blood é que a trama principal (se e que tem) está muito sem graça. É bicho de mais pra todo lado. Panteras, metamorfos, bruxas, lobisomens, fadas e até vampiros, você acredita? Há muito tempo que a série deixou de ser apenas de vampiros, mas acho que já tá demais. Ainda estou esperando aquele BOOM na temporada, mas sentado pra não cansar.


A parte bruxaria da temporada está bem chatinha. Marnie procura orientação para quebrar o feitiço e acaba piorando as coisas. Tadinha da Pam. Órfã de seu criador e agora deformada, mesmo que temporariamente, é um pesadelo para aquele rostinho lindo. Vou confessar que estou achando a Pam, a personagem mais sexy da temporada, concordam?

E no lado metamorfo da série, Sam descobre que vai ter trabalho se quiser levar adiante sua relação. Até que o Lobisomem nos separe? Acho que vão seguir essa linha.

Dessa vez fiquei com pena do Tommy. Coitado! Estava lá tão carente do colinho da mamãe e acabou sendo acorrentado e provavelmente será forçado a voltar com sua vida de cão. Mas ainda acho que ele não está tendo o que merece. Bem que podiam lutar entre si, matando uns aos outros pondo um fim nesse lado sem graça da série. Façam um favor pra gente e se matem.

Agora fiquei intrigado com a trama referente a Arlene e seu bebê "mostro". Realmente Arlene tinha razão em sua desconfiança. Cheguei a dizer nos review anteriores que era a parte cômica da série, mas agora fiquei intrigado. Ainda não dá entender muita coisa, mas estou ansioso pelo desenrolar dessa trama. Um dos pontos altos do episódio. Ou será que alguém está por traz disso?

E no mais?

Comentários

  1. Concordo com vc, achei que o bebê fosse a parte cômica da série, junto de Arlene, mas agora sabemos que existe uma gangue, o Bebê e a boneca megaevil... aquela boneca me da medo..
    Jason sendo estuprado pelas Charlies Angels (panteras cor-de-rosa), foi bem esquisito, como assim ninguém deu falta dele (consideração).
    Também amo a Pam, super Hot, Tommy já deu o que tinha que dar, se ele não quer lutar, não lute, se transforma em um pássaro e sai voando, nada demais, isso é muita dramatização..a parte metamorfo da série já enxeu, Sam está muito chato, gostava dele nas 2 primeira temps, era mais simpático... 
    Tara, ajudando as bruxas Lafa e Jesus, depois fala que não que saber de coisas estranhas mais. Snookie, andando na floresta com Alcide e Eric pelados, ela pensa que me engana né, [sa] fadinha....
    ótimo review, parabéns...

    ResponderExcluir
  2. Eu tô gostando da trama das bruxas, mas pra mim o problema é que elas sempre ficam esperando os vampiros irem até elas, diferente da Maryann que tocava o terror sem ninguém pedir.

    O Bill de rei tá bem melhor que querendo salvar a Sookie, o Eric esquecido simplesmente é a coisa mais engraçada que True Blood já teve.

    Pra mim, o Jason tá sendo melhor explorada e é a parte mais lega também. Agora que se eu fosse ele matava a Crystal de boa, sem ressentimento nenhum eu matava.

    Por fim, se eu pudesse fazer um pedido pro Alan Ball seria matar todos os metamorfos, não precisava me explicar nada, mata que tá beleza, tá melhorando a série em muitos por cento. Além disso, mata o Andy ou me mostra logo pra que vai servir esse vício que tá foda ó.

    E o que tô percebndo é que todos gosta do BebeEvil da Arlene. Com essa boneca que deram pra ele também, se eu fosse pai não aceitava isso de presente nunca. 

    Parabéns pela review que tá boa mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Esqueci de comentar sobre isso Diego. Bem lembrado. Na hora eu fiquei imaginando porque diabos Tommy não se transformou em um pássaro e saiu vazado. Estão zoando da nossa cara mesmo nessa sub-trama
    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Obrigado pela participação RGoncalveSilva

    Ótimas observações. Killing metamorfos now! rsrs

    ResponderExcluir
  5. Discordo com um monte de coisa da review e dos comentarios...
    È verdade que a trama do Sam e do Andy não acrescentam nada a trama, mas de resto da pra achar conexões entre as outras tramas.
    Não acho que as bruxas ja deviam começar tacando o terror e considero que a trama esta se desenvolvendo em um bom ritmo. A trama de Arlene e a boneca Magaevil (adorei esse apelido) parece se conectar (alguem ainda lembra do ritual da 3ª temp.???) com a das bruxas. Mas mesmo sendo uma serie assumidamente trash acho legal que a guerra entre bruxas x vampiros x fadas tenham justificativas e sejam bem desenvolvidas, logico que é bom ver ação e sangue pra todo lado, mas quando vem com uma boa historia é ainda melhor.
    Só colocando algumas observações:
    1ª A Pam tava muito gostosa nesse eps.
    2ª Imagino que deve ser dificil se concentrar e se tranformar em um animal qualquer quando não se consegue respirar, mas é só minha opnião...
    3ª Continuo achando o Jason muito chato, e não é nada estranho que ele tenha sumido por alguns dias e ninguem tenha notado, afinal ele nunca foi conhecido muito pela sua responsabilidade
    4ª Mesmo que Tara não queira se envolver em assuntos sobrenaturais, acho valido que ela lute pela segurança das pessoas que ele ama.
    5ª O Eric "bebado" foi hilario
    6ª Realmente ninguem notou as semelhanças das fadas de True Blood e as de Neil Gaiman ou só eu que estou viajando??
    Ps. Quem já viu o trailer da Comic Con já deve estar reconsiderando a opnião sobre as bruxas (ou será que não??)

    ResponderExcluir
  6. Marco meu amigão rss. Vc disse que discorda, mas eu não vi no seu comentário fatos tão contrários do que disse no review. É por aí mesmo. Eu gostei do episódio mas tem coisas que precisam melhorar e realmente pelo promo da Comic-Con, a série vai pegar fogo e com fogo de bruxas rrs Abraço

    ResponderExcluir
  7. Por enquanto, True Blood está me surpreendendo! Pelo menos, estou curiosa com o andamento de todos os núcleos, diferente da temporada anterior. Tomara que a série continue a manter meu interesse pelo próximo episódio até o season finale. E o Eric continua me divertindo muito!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …