True Blood: Review "I'm Alive and On Fire" S04E04


Quero começar falando no que de melhor aconteceu no episódio. Aconteceu alguma coisa boa?

Sim, claro. Diferente do episódio da semana passada onde custei a confessar que foi ruim, True Blood veio nesse último Domingo com "I'm Alive and On Fire", um episódio onde ocorreram várias situações bizarras e engraçadas mas ainda não suprindo a expectativa criada por mim. Tá bom, eu que estou querendo demais? Pode ser. Ou não.

Mas vamos falar no que de melhor aconteceu no episódio. Jason Stackhouse. Vamos concordar que foi a principal atração do episódio. Enfim o garanhão saiu daquela cama onde literalmente estava sendo estuprado (quem te viu e quem te vê), graças a corajosa adolescente, pois se tivesse dependido de Sookie e seus amigos, estaria lá a temporada inteira.


Sensacional a forma como acaba com aquele "pantera de uma figa". O cara teve o fim que merece e admira-me muito a cara de pau da Crystal após Jason acabar com o crápula. Ela tinha que ter tido o mesmo fim. Ela devia está chapada de V, naquele momento.

Por falar em chapado, muito engraçado Eric nesse episódio. Sugou a fada madrinha e ficou literalmente bêbado. O "vampgaranhão" está parecendo uma criança sem teto, sem proteção alguma, mas ele ainda não  esconde seu lado apaixonado. Sookie que nos diga. Com a ajuda Alcide, a gata encontra Eric e o bota-o pra dormir. Eric vai ficar com Sookie em 5,4,3...

Será que Bill não tem mais nada pra fazer a não ser ficar correndo atrás de Eric não? Afinal porque diabos ele aceitou a ser o manda chuva do pedaço? Perdeu muitos pontos senhor Bill ao tentar invadir a cada de Sookie. Acho que dessa vez a fila andou de vez pra você Bill.

Mas eu que está incomodando mesmo nessa temporada de True Blood é que a trama principal (se e que tem) está muito sem graça. É bicho de mais pra todo lado. Panteras, metamorfos, bruxas, lobisomens, fadas e até vampiros, você acredita? Há muito tempo que a série deixou de ser apenas de vampiros, mas acho que já tá demais. Ainda estou esperando aquele BOOM na temporada, mas sentado pra não cansar.


A parte bruxaria da temporada está bem chatinha. Marnie procura orientação para quebrar o feitiço e acaba piorando as coisas. Tadinha da Pam. Órfã de seu criador e agora deformada, mesmo que temporariamente, é um pesadelo para aquele rostinho lindo. Vou confessar que estou achando a Pam, a personagem mais sexy da temporada, concordam?

E no lado metamorfo da série, Sam descobre que vai ter trabalho se quiser levar adiante sua relação. Até que o Lobisomem nos separe? Acho que vão seguir essa linha.

Dessa vez fiquei com pena do Tommy. Coitado! Estava lá tão carente do colinho da mamãe e acabou sendo acorrentado e provavelmente será forçado a voltar com sua vida de cão. Mas ainda acho que ele não está tendo o que merece. Bem que podiam lutar entre si, matando uns aos outros pondo um fim nesse lado sem graça da série. Façam um favor pra gente e se matem.

Agora fiquei intrigado com a trama referente a Arlene e seu bebê "mostro". Realmente Arlene tinha razão em sua desconfiança. Cheguei a dizer nos review anteriores que era a parte cômica da série, mas agora fiquei intrigado. Ainda não dá entender muita coisa, mas estou ansioso pelo desenrolar dessa trama. Um dos pontos altos do episódio. Ou será que alguém está por traz disso?

E no mais?
Tecnologia do Blogger.