Damages: Review "I’ve Done Way Too Much for This Girl" S04E02




Here we go again!!!

Olá a todos! A review está saindo só hoje devido ao fato de eu ter viajado nesse final de semana, mas enfim, vamos lá!

Primeiro ‘WTF’ do episódio: Patty Hewes na terapia.  Irônico demais isso. E a forma como ela tenta guiar a terapia é bem a cara dela. No começo eu achei que era para descontrair um pouco, mas depois que ela contou o motivo de estar fazendo terapia para a Ellen – origem desse estresse todo da Hewes deve ser por causa da situação da neta –, e na cena em que ela conversa com ele sobre a Parsons, percebi que aquilo tinha um propósito, como tudo na série. No começo, cheguei a pensar que o porque de a Patty não querer ajudar a Ellen poderia ter a ver com o fato de que ela queria que a outra pedisse, depois comecei a achar que era porque ela não tinha tanta fé assim na sua pupila. Mas quando o terapeuta perguntou: “Porque a mantém por perto?”, mil coisas se passaram na minha mente. E fiquei louca para saber qual foi a resposta da Patty. Acho que ela tem a Ellen como a filha que nunca teve, mas vai saber.

Enfim, se a Patty – o que eu não duvido muito que tenha acontecido, até porque até eu percebi –, percebeu que aquilo tudo na ultima cena delas no restaurante foi armação da sua pupila, deve ter gostado da iniciativa da Parsons, pois acabou dando o braço a torcer e lhe oferecido os recursos que ela precisa. Quando a Patty disse que não irá se intrometer no caso, eu soltei um belo de um: DUVIDO MUITO, HEIN!!!
Simplesmente achei genial aquela armação toda para fazer com que o Sancho voltasse ao Afeganistão. Pode ser sido uma grande filha da putagem, mas foi totalmente genial.  Jerry não vale absolutamente nada. Atirou no Sancho – o A.C. provavelmente ajudou na armação de tudo –, torturou o pobre estrangeiro fazendo com que ele assumisse ser um terrorista contratado para matar Sancho quando, na verdade, o coitado não era nada daquilo e só assumiu por medo de apanhar mais. Essa confusão toda mexeu mais ainda com o traumatizado e ele resolveu aceitar a promoção do Erickson e voltar para aquele local pacífico – para ficar correndo atrás do próprio rabo, como disse o Howard.

Essa situação toda de missão ilegal só está prejudicando as minhas unhas. A inteligência tinha sido subornada, mas QUE MISSÃO ERA ESSA? SEU PROPÓSITO?  Alguém tem alguma teoria? Não aguento mais tanta curiosidade.

Como nenhuma desgraça vem só; Ellen consegue os recursos que precisa para abrir um caso contra a High Star Security Corp, porém sua testemunha principal resolve voltar a trabalhar para eles. BANG! Quero ver como a situação irá ficar agora. Só dando uma de Patty Hewes!

E podemos comemorar, pois Ellen está de volta a Hewes & Associates!

Nota¹: Cadê os meus queridos flashfowards?

Nota²: Patty deve ter feito uma festa por dentro quando Ellen disse que a Nye & Everett recusou o caso. Deve ter pensado: See, I was right. Again.

Nota³: O Huntley desconfiou do fato de o Michael ter sumido na época do acidente da Hewes. Será que ele vai descobrir?

Isso é tudo por agora. Nos vemos na próxima review!
That’s all folks ;*
Tecnologia do Blogger.