The Big C: Review "Musical Chairs" S02E02



Sem perder o fôlego, The Big C continua encantando.

Se a cada semana que se passar, tivermos episódios assim, eu vou ficar mal acostumado, ainda mais nesta época de vacas magras, onde quatro ou cinco séries prestam.

Logo no início do episódio vemos a chegada de Cathy na escola, muito engraçado os cupcakes com C, de Cathy [e de Câncer também]. Temos sua ida ao tão esperado médico, e também a descoberta de um estudo em andamento. Gostei de Nadine, pena que morreu, mas lá no fundo, assim que ela entregou aquela moeda pra Cathy, eu soube que poderia acontecer isso, claro, para Cathy ter uma vaga no tal experimento.

Continuo batendo na mesma tecla, não gosto da Rebecca, mulher insuportável, só quem salva ela é o Sean. 

Rebecca praticamente obrigou Cathy a fazer o chá de bebê. Ficou claro, que ela não quer fotos de Cathy careca em seus álbuns, e querer colocar o nome de Cathy em sua filha, deixou bem evidente, que ela só está esperando a amiga morrer.

Sean continua impagável, mesmo nem falando nada, só ficando sem calças numa barraca no quintal o dia inteiro, gosto dele. Adam estava seduzindo, deve estar podendo, pra ganhar um, digamos assim, presentinho da menina drogada.

Aquele sonho de Cathy foi bem legal, quer dizer, foi muita viajem. Muitos suspeitaram que Nadine fosse morrer, e eles acertaram, mas ninguém pôde prever a reação de Cathy ao descobrir que ficou com a vaga de uma mulher que morreu [morta]. Paul está meio apagado, ele só serve pra ser o consolo de sua amada.

Temos a volta de Andrea, com toda sua presença, gosto dela, acho que devia aparecer mais. O final do episódio foi bem bonito, Cathy e Sean, finalmente abraçados. Aquela conversa deles foi bem legal, e me lembrou de um episódio da primeira temporada. Por último, um apelo, VOLTA MARLENE
Tecnologia do Blogger.