Glee: Review "Prom Queen" S02E20


Nem Rebecca Black pode estragar um episódio como esse.

Glee mais uma vez nos mostrou que independente da música, conseguem nos dar um ótimo episódio, da mesma forma quando cantaram Justin Bieber. Os detratores gostam de difamar a série devido a música que irão tocar, mas não sabem que Glee não tem foco principal em apenas uma música. O recheio é bem mais saboroso e em "Prom Queen", isso ficou bem claro.

Mas além das belíssimas canções, várias tramas tiveram destaques:

O principal deles foi o baile de formaturas que para o espanto de Sue, o Diretor Figgins pede ao Glee Club para se apresentar no baile, descartando o Air Suplly (vê se pode). Se tratando de Glee, claro que sempre acabaria em confusão e não estou dizendo apenas da briguinha super infantil de Finn e Jesse, provocada por Finn, o que nos deixou de boca aberta mesmo foi a eleição da "Rainha do Baile", onde Kurt foi o eleito, deixando os principais concorrentes na mão. Sendo piada de mal gosto ou não, o importante é que Kurt não voltou a fugir dos obstáculos e dessa vez passou por cima. Como diria o Zagalo: "Vocês vão ter que me engolir". (Se fosse brasileiro, talvez teria pensado nisso).

Não achei muita graça/relevância no retorno de Jesse. O cara faz o que faz e volta arrependido, diz que foi um erro, pede desculpas e Rachel se joga em seus braços? Tudo isso para reacender o ciúme de Finn. “Rolling In the Deep”, seu dueto com Rachel, foi até mais ou menos, mas acho que o fato por não ter gostado, foi a versão acapela que não caiu bem. A música tem um tom marcante de guitarra e senti muita falta disso. Quanto ao personagem, espero que acrescentem algo relevante a ele ou então que suma de vez.

Muito fofo os investimentos de Artie na luta para reconquistar Britanny. Gostei muito quando a pegaram de surpresa cantando “Isn’t She Lovely” de Stevie Wonder. Ótima e emocionante versão, mas não suficiente para abalar Britanny, ou melhor, abalou mas não quis demonstrar. Ri demais quanto decidiu fazer parte dos planos de Puck. O planejamento foi ótimo, só esqueceram de que Sue é muito mais perspicaz. Acabou com seus planos e ainda manteve Artie em cativeiro. Como você é má Sue, ainda bem que perdeu a graça logo depois, mas nós não.


Adorei o baile. As canções foram ótimas. Engoli "Friday” de Rebecca Black. Rachel deu mais um show de emoção cantando “Jar of Hearts” de Christina Perry, jogando na cara de Finn o que estava perdendo. Blaine, Tina e Brittany também foram muito bem e animaram ainda mais o baile com a música "I’m Not Gonna Teach Your Boyfriend How To Dance With You" de Black Kids, mas a música que eu mais gostei foi "Dancing Queen" do ABBA. Sensacional! Ótima interpretação de Mercedes e Santana. Deram o tom certo para dança final entre o rei e a "rainha". Kurt literalmente foi deixado no altar, digo, na pista por Karofsky, mas ainda bem que Blaine estava lá para ocupar com maestria o seu lugar.


Ótimo episódio, mantendo o excelente nível dessa temporada, que apesar de algumas derrapadas, está indo muito bem obrigado. Faltam dois episódios para o fim da temporada e tenho certeza que serão sensacionais!

Glee pode cantar "Atirei o pau no gato" que ainda vai ser excelente.

Notas:
* Que tapaço ein Rachel? Os efeitos colaterais da coroação de Kurt foram bombásticos e deprimentes, diga-se de passagem, Santanna.
* Sinto falta das cheerleaders de Sue. Sou o único?
* Alguém viu a Beiste por aí?
* Só mais uma coisa... Chupa Kate Middleton!
Tecnologia do Blogger.