Pular para o conteúdo principal

Fringe: Review "The Day We Died" (Season Finale)

Um bomba de informações do início ao fim, mas acima de tudo, "The Day We Died" levou-nos para outra direção que não se limita em apenas o sequestro de Peter por Walter.
O mistério é muito maior do que isso, além de ser de milhões de anos atrás. Walter não é simplesmente uma "primeira pessoa". Ele também é o criador da máquina apocalíptica e não duvido que esteja por traz de todo mistério que a envolve, inclusive dos desenhos que associavam Peter e Olivia à máquina.

Frente a frente, os salvadores e os destruidores do universo.
Nada de 3º universo. Pelo menos por enquanto. Peter viajou para o futuro de seu próprio universo e lá viu o apocalípse. Um universo não vive sem o outro e nenhum "curativo" poderia ser capaz de salvar o universo vencedor para sempre.Vimos um futuro onde apesar de toda a tecnologia, o fim era eminente. Quando Peter disse que é pior do que qualquer coisa, referiu-se não apenas a morte de sua amada, mas do verdadeiro apocalípse. Não nos mostraram, mas também nem precisava. 


Walternativo é o verdadeiro destruidor de universos e quando falhou em destruir seu oponente, não se conteve. Viu seu mundo destruído e de fato conseguiu destruir o outro, mas não contava com a perspicácia de Peter que conseguiu retirar seu pai da prisão, dando a ele uma chance de se redimir, mesmo tendo cometido-o de forma involuntária. Emocionante a cena onde Peter assume que Walter é o seu pai. Sensacional. Tive que aplaudir a cena de pé com as lágrimas descendo ao rosto.

Que clarão foi esse que derrubou a Divisão Fringe?
Ainda estranhei o início do episódio, quando Peter entra para o hospital lembrando de seu passado e sai já como se nada tivesse acontecido. Por um instante imaginei que aquele não era o Peter que conhecemos, principalmente por confirmar detalhes com Olívia. Apostava até numa reviravolta nesse sentido, mas minha teoria inicial foi por água abaixo. Peter é o verdadeiro salvador do universo, mesmo não existindo. Foi uma espécie de pensamento inserido na mente das divisões Fringe, e agora retirada para sempre. Coisas de Fringe. Mas como será a 4ª temporada sem a presença de Peter, sendo que o personagem se tornou praticamente o protagonista da série? Vamos aguardar.

Olívia teve um papel coadjuvante nesse episódio. Interessante vemos-a evoluída em seu dom. Muito bom sabermos também como evoluiu sua relação com Peter e o drama de não conseguir ter filhos. Ella Dunham, sua sobrinha, agora faz parte da divisão Fringe, juntamente com Astrid e ao final, Peter nos revela que ambas fazem parte das "primeiras pessoas". A bomba explodiu de vez em nossas cabeças.

Olívia está morta e continuará assim, caso não consigam salvar os universos
Walter foi o protagonista das cenas mais emocionantes do episódio. A todo momento que víamos, emocionávamos. Sua passagem pela prisão, seu reencontro com Olívia, além de todo sentimento de culpa. Sempre perspicaz, consegue achar uma saída para salvar ambos universos. John Noble mostrou ser um super/mega ator, interpretação impecável. 

E que final foi aquele pessoal! Ambos frente a frente, já não mais para lutar e sim para trabalhar em pró do salvamento de suas próprias peles. Walter foi capaz de enviar Peter de volta, além de poder de algum jeito emparelhar os guerreiros do universo junto com seu filho, que não existe e agora, mas terão que de algum jeito salvar os universos sem ou com ele. Fugirão para outro universo (caso exista), se as coisas derem erradas? Isso só a 4ª temporada de Fringe vai nos dizer e eu já não vejo a hora de estrear.

Detalhe: O que vimos nesse episódio foi o lado A no futuro e com o lado B destruído. Quanto Peter se conecta a máquina, a sua mente é que viaja para o futuro e depois retorna com as informações passadas por Walter. Tudo que vimos, inclusive a morte de Ollívia, é o que irá acontecer caso as divisões Fringe não consigam deter o apocalípse. Agora como ambas equipes acabaram frente a frente, é o que me intriga.

Glyphs Code: No More

No more: Não mais universo paralelo, não mais Peter e não mais 3ª temporada
Observador:

Os observadores estiveram bem visíveis nesse episódio e com palavras misteriosas para variar.

Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

O Fim de Sons of Anarchy

"Papa's Goods" 7x13 [Series Finale] (Com spoilers)
Quando a morte é a última e única saída.
E Jax encontrou na morte a solução para tudo, mas Sons of Anarchy continuará viva, até em breve criarem um remake, ou até mesmo, continuar com a série, pois margem de sobra deixaram pra isso.
O fim de Sons of Anarchy tratou de mostrar o fim de Jax Teller, aquele se tornou protagonista da série, mas nem sempre foi assim. As primeiras temporadas eram comandadas por Clay, que revesava o papel principal com Jax, mas nem de longe as ações que ambos exerciam eram o mais importante da série.
Sons se destacou pelo conjunto de personagens e por ações em conjunto, alinhado às situações nada pacíficas da família Teller. Portanto, com o fim de Jax Teller, a série termina, mas, diferente da maioria das séries, o enredo sobreviveria "tranquilamente" sem Jax.
Ademais, a saída para "resolver" tudo foi a morte. Jax "morreu", mas foi para o "outro mundo" de a…

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…