The Event: Balanço da 1ª e última temporada


Novo Lost? Quem disse isso? O fato é que não chegou nem perto da série de J.J. Abrams, mas também não precisava. Não considero-me fã da série, mas assisti os 22 episódios da temporada e não me arrependo. Caso tivesse sido renovada, ainda continuaria acompanhando. 

The Event chega ao fim. Para muitos, já vai tarde, enquanto outros, lamentam. O fato é que apesar de muitos terem julgado a série assistindo apenas seu piloto, nunca deixaram de mencioná-la desde seu início, a 8 meses atrás, mas na maioria das vezes, sem base e nem critério para tal.

Claro que a série teve inúmeras falhas. Desde más interpretações, a furos no roteiro, porém o principal problema de The Event, foi que não capricharam nos detalhes e para espectadores detalhistas (como eu), era difícil de engolir. Dou como exemplo uma cena nesse series finale, onde um tiroteio imenso dentro do aeroporto não sendo suficiente para alarmar os faxineiros no local que trabalhavam tranquilamente. Cenas do tipo mencionado foram recorrentes em diversos momentos da série.

  Outro fato que preponderou para o desinteresse do público americano foi os lados estavam bem indefinidos. Não se sabia quais lados eram do bem e quais lados eram do mal. Tudo bem que as vezes é bom nos surpreendermos, mas ficou um pouco confuso em certo momento e o público americano está tendenciando a não acompanhar tramas difíceis de interpretar. Quando a guerra ficou clara, a série melhorou consideravelmente, mas tarde demais, pois o público americano já tinha deixado de prestigiar.

Mas independente dos erros apontados, eu curti muito The Event. A série começou bem e deu uma caída por volta do sétimo episódio, fazendo com que torcesse que seu hiato de 3 meses nunca tivesse acabado. Mas sua volta foi surpreendente. A partir do 11º episódio, fiquei bem empolgado com o desenvolvimento da série.

A volta de seu hiato deu-se início literalmente a uma guerra entre o governo e os inativos. Ataques terroristas por parte dos inativos e respondidos a altura pelo governo, lançando mísseis de seus aviões de guerra. Tentativa de assassinato ao presidente pelo seu próprio vice e que ao final teve uma reviravolta empolgante.


É óbvio que não teve final. O cliffhanger deixado foi devastador, enlouquecendo as pessoas que acompanharam a série. Sophia foi impedida de dizimar a humanidade, mas conseguiu trazer sua raça de volta, que provavelmente dará início a uma guerra sem previsões. Mas infelizmente não vamos acompanhar devido a seu cancelamento.

O público americano não acolheu a série. A audiência foi pífea. Não restou a NBC outra opção a não ser cancelar The Event. As série desse gênero estão sendo cada vez mais desprestigiadas na terra do tio San, ainda mais com 22 episódios. Os americanos estão dando mais valor a reality shows e séries musicais e policiais. Dificilmente haverá uma série que emplacará uma boa audiência tratando de tramas onde exigem que o público gaste um pouco de seus miolos. A última foi Lost e acho que não haverá outra.

3 comentários:

  1. com certeza, a série que começou meio fraca melhorou em um ritmo alucinante, tornou-se uma das minhas séries preferidas, só me decepcionei ao saber que o evento não era tudo aquilo que eu esperava e que estava ficando cada vez mais claro ao longo da série, e não entendi apenas porque Sophia queria destruir a humanidade se no final mandou seu planeta para próximo ao nosso, que foi visto a olho nu?!?! mesmo assim merecia uma segunda temporada,espero que daqui á alguns anos (com certeza muitos) a série tenha um remake - que faça sucesso - e que continue esta história enlouquecedora. E sobre as séries que fazem o público "gastarem seus miolos" a ultima não foi LOST, mas foi e É Fringe, que mesmo com baixa audiência, tem fãs fiéis que lhe proporcionaram um final adequado, na espera da season 5!
    vou parar por aqui porque o comentário ta ficando grande... FUI.

    ResponderExcluir
  2. Olá eu também sou viciada em séries, mas esses cancelamentos tem me irritado.
    Até hoje não sei o final "The 4400", de "nine", de "Flasforward" , de "Jericho"(aquele final costurado ficou confuso) e agora não vou saber de "The event", "Terra Nova", "V" ..pô pra que estrear no Brasil então? Já que estreia depois de estrear nos EUA e lá já sabem na metade que será cancelada? Me sinto uma completa e total idiota, dá vontade de nem começar a assistir mais nada...mas aí vc vê a chamada, se interessa, marca horário pra assistir, grava e dá nisso! Tá na hora de começarem a nos respeitar não acha? Ou será que somente os telespectadores americanos são levados em consideração e o resto que se dane??
    Bj

    ResponderExcluir
  3. concordo em 100%

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.