Pular para o conteúdo principal

American Idol: O maior espetáculo da terra! And the winner is...


"Aquele que sabe vencer-se na vitória é duas vezes vencedor". Públio Siro

Não era o meu favorito, mas ficou em boas mãos. Scotty é o novo ídolo americano e merecidamento
Que vença o melhor? Nem sempre esse ditado prevalece e na edição do American Idol 10, isso ficou bem claro. Mas quem sabe dizer o que é melhor ou pior, tratando-se de gostos musicais? Isso não quer dizer que o programa foi injusto ao proclamar o vencedor, pois o reality não é baseado na justiça. O American Idol coroa aquele que é o favorito do público americano, sendo assim, muito justo e merecido a vitória de Scotty, pois representa um dos gêneros mais populares do país. Contra tudo e contra todos, contra a imprensa e os jurados e até contra a si mesmo, que em certo momento se julgou eliminado devido a sua péssima apresentação no Hollywood Week, onde quase ficou sem grupo, o título de ídolo americano fica em boas mãos. Um cara humilde, estrovertido e que canta muito

É inegável a qualidade de Scotty. Ele realmente domina o seu meio musical, além disso, demonstrou ser um competidor. Manteve-se dentro de sua zona de conforto até o ponto que precisava mostrar algo mais. Quando já enjoávamos dele, de suas caras e bocas e de seu visual, felizmente ouviu o conselho dos jurados e revolucionou. Elevou seu tom, pôs fogo no palco e veio com a música que deu-lhe literalmente o título. Scotty é o ídolo americano e muito é graças a essa música. "Gone". Confira.


Mas o American Idol é muito mais do que uma simples competição entre cantores anônimos. É um espetáculo musical. Quem ganha (pra mim) não é o mais importante, pois no fim, nos damos conta que nós somos os que saem ganhando. Claro que temos nossos favoritos. Eu por exemplo colocava Scotty na 6ª posição. Minha ordem seria James, Pia, Casey, Lauren, Harley e Scotty, mas a escolha não é minha, é do público americano e respeito. Dou exemplo aqui no Brasil onde o sertanejo é um dos gêneros mais populares. Vendem milhões de discos. Não sou fã do gênero mais tem muita gente que é, e em uma disputa democrática, vai vencer o que tiver mais votos. 

James é o melhor pra mim, pois é completo. Ele não apresenta, ela dá show. O seu tom é único e marcante. Poderia ouvir seu cd com 40 músicas tranquilamente e sem enjoar. Foi bem em todas as suas apresentações e nos presenteou na grande festa ao lado de Judas Priest. Não venceu mas idaí. Na história do programa, os não vencedores se sobressaíram e dessa vez, acho que não vai ser diferente.

Acho estranho as pessoas falarem mal do programa simplesmente por seu favorito não figurar entre os finalistas. Temos que separar as coisas. Como mencionei acima, a minha preferência era bem diferente, mas isso não tira o brilho do programa. Edição impecável, sensacional apresentação, os jurados foram ótmos o tempo todo, boa música e etc... Seu show de encerramento foi fenomenal. Lady Gaga, Beyonce, Bono, The Edge, Jennifer Lopez, Steven Tyler (imaginem os bastidores)... além das participações dos nossos ídolos que acompanhamos nessa jornada e aprendemos a amá-los. Fiquei triste por meus favoritos não chegarem as finais, mas não deixei de acompanhar, pois isso era apenas um detalhe dessa sensacional edição.


A única reclamação que tenho pra fazer é com o sistema de votos, cujo acho injusto e ganancioso, fazendo com que uns saíssem precipitadamente, principalmente no caso de Pia Toscano. Se houverem mudanças (já estão anunciando algumas) e se optarem por votar no participante que deveria sair ao invés de votar em seu preferido, seria bem mais justo.

Mesmo assim, estou satisfeito com o programa. O American Idol é um poço de todo tipo de sentimento. Depois de muita emoção, sensacionais apresentações, um novo ídolo coroado, chega ao fim essa excepcional edição. 122 milhões de votos na fase final. A edição vai deixar saudade e já não vejo a hora de começar a outra edição por que "This is American idol".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vencedores do Emmy Awards 2017

2017 entra pra história do Emmy como o ano que fizeram "tudo certo". 
O Emmy é uma premiação sempre polêmica, inconclusiva e injusta, como convenhamos, toda premiação. Mas por incrível que pareça os vencedores da edição desse ano foram bem recebidos pelo público e crítica. Claro, um ou outra série tem certa preferência de cada telespectador, porém, não se pode negar a qualidade dos premiados.
Game of thrones, o maior vencedor da história do evento, não esteve presente, fato que gerou piada para o apresentador Stephen Colbert. Foi cômico mas foi verdade: os vencedores deveriam agradecer a série por não estar levando todas as estatuetas esse ano.
Muitos ganharam o Emmy pela primeira vez: Donald Glover foi o primeiro negro a ganhar em uma categoria de direção, por "Atlanta". Lena Waithe se tornou a primeira roteirista negra a levar uma estatueta. E Reed Morano foi a primeira mulher a vencer como diretora em 22 anos.
Abaixo você confere a lista dos vencedores,destacado…

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…