Glee: Review "A Night Of Neglect" S02E17


Como assim Glee! Um episódio como esse, nessa altura do campeonato? Depois de um hiato interminável, vindo de um excelente episódio, a série decepciona e nos traz "A Night of Neglect", onde os coadjuvantes dominaram, mas para um público inexistente.

Parece que a série combinou com o público de casa, que também esteve abaixo do normal. Sua audiência pela primeira vez esteve abaixo da casa dos 10 milhões (9.79), Parecendo que o público já adivinhava o que estaria por vir.

A essa altura, você deve estar achando que eu detestei o episódio e quase acertou. Alguns momentos foram bons, outros razoáveis e outros péssimos, raro em episódios de Glee. O nível dessa temporada estava muito bom e eles deixaram cair nesse episódio.

A volta de Clarice foi um dos bons momentos do episódio, mas como o Glee Club poderia ter caído numa armadilha dessas? A execução de “All by Myself” foi excepcional, apesar de que a música está mais do que batida. Está presente em tudo quanto é lugar e já não emociona mais, principalmente a sua versão de estúdio, como é usada em Glee. Se fosse ao vivo, até poderia ser melhor, não é mesmo Pia Toscano?

Foi até interessante acompanharmos a "Legião da Destruição", organizada por Sue Sylvester ou não, pois não temos provas. Ela e seus comparsas fizeram de tudo para que o projeto do Glee Club afundasse. De fato até conseguiram pois o show foi uma lástima, mas o resultado é que importou. Das 10 pessoas presentes, uma ficou muito emocionada e justamente o vilão dono do talão de cheque. Coisas de Glee.

Nem Rachel, nem Finn, muito menos Blaine ou Kurt. Mercedes, Mike e Jenna tomaram conta do palco e pra mim, decepcionaram. A japa custa ter um solo e se deixa levar pelo "público"? Mike foi até bem, mas porque não dançar ao som das vozes de seus amigos e deixar de lado esse "CD"? E quanto a Mercedes? Enfim ouviram meu clamor e deram um solo para a garota. Mas não gostei da música interpretada. Longe de suas melhores performances e não emocionou-me, como sempre acontece quando escuto sua voz. Quanto ao joguinho de não cantar mais, ... sem comentários, apesar de engraçado vê-la sendo tratada como pop star.

Preciso comentar sobre Holly Holiday e sua deserção ao nosso professor querido? Já sabíamos que isso aconteceria, apesar de não concordar. A fila já andou Will! Esse draminha com a Emma já tá chato.    

O que salvou mesmo, foi ver Britanny arrasando na equipe de decatlon estudantil. Sensacional! Valeu loira!

Os negligenciados mereciam um episódio melhor. Vamos lá Glee! Vocês podem mais do que isso.

Tecnologia do Blogger.