Pular para o conteúdo principal

Body Of Proof: 1x04 – “Talking Heads”


Por: Tobias (@onlytobias)

“Body is the proof”.

Muitas séries sobre autopsias e casos de assassinatos são exibidas pela TV. Mas Body Of Proof, consegue te fazer viajar, levar-nos ao mais profundo de nosso ser, nos colocarmos naquelas situações e imaginarmos o que faríamos, como agiríamos. Nos faz imaginarmos o desenrolar da história e nos surpreendermos a cada nova revelação.

E Body Of Proof consegue o que muitas outras séries tentam mas não conseguem: não cair na mesmice semana após semana, mesmo com uma premissa simples. Não sei as autopsias são realmente tão fascinante quanto na série, mas se for, UAU, acho que eu gostaria de tentar isso. Principalmente com todos aqueles monitores touch screen espalhados pelo escritório, mas enfim.

Enquanto partes de um corpo foram misteriosamente encontradas em um terreno baldio, Lacey precisa fazer um trabalho da escola, visitando o trabalho de um de seus pais. Ela escolheu passar o dia com a mãe, já que o trabalho de legista é muito mais interessante. Megan, com seu jeito dominador, e querendo estar sempre no controle, acaba preparando cronogramas, planilhas, roteiros e etc., o que tornaria tudo muito sem graça. Mas, Lacey, consegue dobrá-la, e conhecemos então toda a profundidade de Megan Hunt. Como eu já disse em reviews passadas, a Drª Hunt é como um cubo, com múltiplas facetas. Em “Talking Heads”, ela conseguiu nos fazer pensarmos em nossas atitudes, na importância da vida e em como fazemos nossa historia, em uma simples metáfora sobre a mão, enquanto conversava com sua filha. Ou será que fui só eu que me peguei olhando para minha mão e imaginando tudo enquanto ela falava?

No caso da semana, um trabalhador da construção civil, foi encontrado morto e desmembrado. Com o desenrolar da história, descobrimos que, após ganhar muito dinheiro jogando em um cassino, ele pretendia dar o dinheiro para a sua filha. Ele contava com uma enfermeira, que se tornou muito amiga dele e ele estava ajudando-a a trazer seu filho para os Estados Unidos. Descobrimos que a enfermeira, Irina, encontrou o corpo de Call na banheira, e como ela precisava de mais uma carta de seu amigo para o serviço de imigração, acabou picotando-o e escondendo seus restos no freezer, para que houvesse tempo dela executar seu plano. Em uma conversa de doutora para enfermeira, com Megan, ela acaba revelando os detalhes do acontecido e contando onde estava a cabeça, parte que faltava no quebra-cabeça. Graças também a Lacey, Megan conseguiu entender o ocorrido, pois encontrou vestígios de tecido cerebral na artéria pulmonar, ao analisarem o apartamento onde o assassinato ocorreu, perceberam a marca na parede descobriram que o golpe foi dado na com um martelo. Na cabeça, foram encontrados vestígios de um material usado para isolamento acústico, assim, ao conversarem com os vizinhos chegaram a uma conclusão. O assassino era o dono do prédio, que tentava adquirir o apartamento de Call, já que ele ainda pagava aluguel.

No trabalho de Megan, Lacey conseguiu tudo o que queria dos outros funcionários, burlando as regras impostas por sua mãe. E num choque de realidade, Peter mostrou a Megan a quão errada ela estava com relação a sua filha, fazendo com que a mãe abrisse o coração e deixasse a todos nós emocionados. Destaque para Megan e Kate trabalhando juntas, elas tem uma excelente química e funcionam muito bem juntos, é um plot que pode ser explorado com o decorrer da temporada. O final do episódio também foi brilhante, com o vídeo de Lacey falando o quão importante era o trabalho da mãe e mostrando os seus sentimentos por ela, levando a durona Drª Hunt às lágrimas.

E que Body Of Proof continue assim, nos emocionando ao mesmo tempo em que nos diverte. Fazendo-nos pensar ao mesmo tempo que nos faz rir. Entretendo-nos enquanto nos leva a refletirmos sobre nossas atitudes.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Vencedores do Emmy Awards 2017

2017 entra pra história do Emmy como o ano que fizeram "tudo certo". 
O Emmy é uma premiação sempre polêmica, inconclusiva e injusta, como convenhamos, toda premiação. Mas por incrível que pareça os vencedores da edição desse ano foram bem recebidos pelo público e crítica. Claro, um ou outra série tem certa preferência de cada telespectador, porém, não se pode negar a qualidade dos premiados.
Game of thrones, o maior vencedor da história do evento, não esteve presente, fato que gerou piada para o apresentador Stephen Colbert. Foi cômico mas foi verdade: os vencedores deveriam agradecer a série por não estar levando todas as estatuetas esse ano.
Muitos ganharam o Emmy pela primeira vez: Donald Glover foi o primeiro negro a ganhar em uma categoria de direção, por "Atlanta". Lena Waithe se tornou a primeira roteirista negra a levar uma estatueta. E Reed Morano foi a primeira mulher a vencer como diretora em 22 anos.
Abaixo você confere a lista dos vencedores,destacado…

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…