Pular para o conteúdo principal

American Idol: Review Top 9

(Com Spoilers para quem não viu o Top 9)

Uma das maiores injustiças da TV mundial de todos os tempos. Acho que essa frase explica o que foi o Top9 dessa semana no American Idol. Perplexidade total a 99% das pessoas que assistem o reality e tudo isso, devido a sua fórmula falha e gananciosa de votação.

Mas sobre isso, comentaremos mais no fim do post. Vamos começar falando das apresentações de quarta-feira do American Idol Top 9. Desde já gostaria de ressaltar que pra mim todos são muito bons, ou então não estariam nessa posição. Tanto no top9, quanto no Top11 e até mesmo no Top24, só tínhamos feras e a diferença básica entre eles, são as suas performances. No Top9 sentimos isso na pele.

Já que estamos falando de performances, quem deixou um pouco a desejar na noite do Top 11 foi Jacob Lusk, que interpretou um clássico de Michael Jackson, "Man In The Mirror". Jacob foi bem, mas não esteve na sua melhor forma. Antes de começar os shows, já dava como favas contadas o título para ele, mas parece que nosso cantor está um pouco nervoso nas apresentações e tem extrapolado as vezes. Dessa forma, acabou sendo um dos 3 menos votados nessa semana e merecidamente.



Então na sequência veio Haley Reinhart, cantando "Piece Of My Heart". Tornei-me um fã da garota. Confesso que estava com um pé atrás quanto a ela no início, mas se superou a cada apresentação, e como Randy disse, ela está lá para ganhar. A cada rosnada dela é uma arrepiada minha e acredito que já está entre os três melhores da competição. Está mais segura e confiante, trazendo-a melhores resultados.


Casey Abrams foi o terceiro a se apresentar e mostrou porque é considerado um dos maiores favoritos a vencer a competição. Com um clássico de Creedence, "Have You Ever Seen The Rain", deixou todos com o queixo caído, devido sua ótima interpretação, tanto vocal, quanto instrumental, se redimindo da fraca atuação da semana passada. Tocando seu baixo (que ninguém sabe tocar), nos emocionou e provou que os jurados estavam certos em salvá-lo. Fez jus a música, como disse Randy. Perfeito.


Lauren Alaina. Linda Lauren Alaina. O que dizer dessa amável cantora? Nos encantou mais uma vez. Após a sua derrapada logo no início dos shows, a loira a deixou o nervosísmo e a ansiedade de lado, e vai cavalgando a passos largos em busca de ganhar a competição, e quem bobear com ela, irá atropelar. Deu um show interpretando naturalmente "Natural Woman". Falar mais o quê? Assista e confira.


Então o mundo parou. James Durbin irá se apresentar. Quando pedem para cantar Elton Jonh ele literalmente põe fogo no palco, tamanha agitação. Então vem a noite Rock n Roll e pensamos. "Se ele põe fogo na noite Elton Jonh, ele vai acabar com tudo na noite Rock". Já estava imaginando vê-lo cantar Led Zepellin (rock n roll) ou Iron Maiden (Wasting Love). Aí então vem nosso emotivo Rockstar, cantando para sua família, praticamente uma balada, a música de George Harrison "While My Guitar Gently Weeps" e dá um banho de água fria na nossa expectativa. Não que ele tenha ido mal, mas não queríamos isso, James. Não na noite Rock. Tudo bem que você já vem cantando só Rock, mas idaí? Esse é o seu estilo e amamos você desse jeito. Foi muito bom, mas não pra essa noite. Pra mim, merecia um bottom 3 pra ficar esperto.


O sexto a se apresentar foi Scotty McCreery, cantando That's All Right, Mama. Sempre bom. Esse é o Scotty. Sempre perfeito, mas sempre do mesmo jeito. Está tentando dar uma mudada nas suas apresentações e até tem conseguido e está cada vez mais melhorando, mas confesso que consigo me emocionar com ele, mas considero que esteja entre os 5 ou 6 melhores. Agora Scotty! Chega de começar cantando nos degraus e vê se arruma um figurino melhor. Quem é que te veste? Vamos a sua apresentação.


Pia Toscano cantando "River Deep, Mountain High" de Tina Turner. Pra mim, a melhor apresentação da noite disparadamente. Seguindo os conselhos dos jurados, Pia mudou e deu um show. Com uma música mais animada, agitou a plateia e literalmente tirou todo seu estigma de só saber cantar balada. Os jurados deram-a um toque para que melhorasse na sua movimentação, mas nada que tirasse o brilho de sua apresentação. Os jurados cobram que quem pode dar retorno e ficou claro que Pia pode fazer tudo no palco. Devido a sua imensa superioridade, os americanos acharam que não precisariam votar nela. Acabou indo para o bottom 3. Precisa dizer que foi injusto?


Esse já está fazendo hora extra. Stefano Langone, foi o penúltimo a se apresentar cantando a música "When A Man Loves A Woman". Não é que não gosto do cantor. Até gosto, mas como disse inicialmente, todos são bons, porém em relação aos concorrentes, Stefano está bem abaixo. Não o classifico nem entre os 10 melhores mas, não deixa de ser um bom cantor. Os jurados tem dosado as críticas sobre ele para não o queimá-lo. Tem estado sempre entre os menos votados, mas parece que ele tem um público não quer que ele saia, porém acredito que se o sistema de votação fosse votação para sair, ele já teria ido a muito tempo.


E fechando a noite de forma surpreendente, Paul McDonald, cantando "Folsom Prision Blues". Excelente apresentação. Sua melhor até então e considero que esteve entre as melhores da noite. Empolgado, animado e muito divertido, fechou a noite com chave de ouro. Expôs suas qualidades e nos trouxe surpresas. Excelente Paul, mas pela competição ao todo, pra mim já era pra você ter saído.


Então o inimaginável aconteceu. Não era sonho era pesadelo. Não é possível que Ryan está brincando, pensei. Infelizmente é verdade. Pia Toscano está eliminada. Ao lado de Jacob e Stefano que merecidamente estiveram entre os menos votados, o público americano optou por Pia.

A única explicação plausível, é a mesma que dei na oportunidade de Casey. Devido ao seu infinito favoritismo, os americanos acharam que não precisavam votar nela. Não tem outra explicação. E para confirmar essa teoria, na semana seguinte a quase eliminação de Casey, Ryan confirmou que ficaria orgulhoso por sua votação no dia. Dos 55 milhões de votos, no mínimo uns 15 deve ter sido para ele.

Tudo bem se Pia tivesse saído no Top3, Top4 ou até mesmo no Top5, mas agora?! Esse sistema de votação é injusto. O certo seria votarem em quem vai sair, como acontece no Big Brother. A partir do Top5, essa votação atual até poderia ser adotada, pois já não teríamos esse problema.

A disputa é acirrada no Idol desse ano, mas considero apenas dois competidores estão no nível de Pia, que são Casey e James. Halley correria por fora. Os outros são muito bons também, mas inferiores a Pia. Como aconteceu algumas vezes nas temporadas passadas de American Idol, vários cantores que foram eliminados conseguiram fazer mais sucesso do que os campeões, e dessa vez, acredito que não vai ser diferente.

Nunca vi os jurados tão emocionados. Infelizmente não puderam vetar. Randy esteve irreconhecível emocionalmente. Muito obrigado Jennifer por representar todo o nosso sentimento.

Agora são 6 homens e 2 mulheres. Acham justo? Eu não. Paciência, vida que segue, mas pra mim, o American Idol perdeu a metade da graça. O que será das apresentações de quarta sem a Pia?

ONDE ESTÁ A GLOBO NUMA HORAS DESSAS PARA MANIPULAR O RESULTADO?!!!

Comentários

  1. Inaceitavel a eliminação da Pia, fiquei muito revoltado. Pra mim o vencedor seria a Pia ou o Casey. Eu Concordo com voce, este sistema de votação é muito falho.

    Americanos fail

    ResponderExcluir
  2. Ola pessoal, curti muito o site e comentarios! Ainda sonhamos com algo paredi em nosso pais!
    quanto a eliminação da Pia, alem de deixar o 3 surpreendidos creio que a nacao americana tambem se chocou! eu estava esperando pelo Stefano tambem ... acredito que o top10 ja esta de bom tamanho!
    parabens pela inciativa!
    e para a proxima ... se a haley cantar como na ultima apresentação ... vai dar trabalho ao finales. Durbin ta de mais .. mas precisa recuprar o rock esperado ... e o Case precisa detonar como vinha fazendo.
    todos de parabens pelo site
    abraço

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Thiago e Magui pelos comentários e elogios. Estou com vocês!

    ResponderExcluir
  4. Ola pessoal, curti muito o site e comentarios! Ainda sonhamos com algo paredi em nosso pais!
    quanto a eliminação da Pia, alem de deixar o 3 surpreendidos creio que a nacao americana tambem se chocou! eu estava esperando pelo Stefano tambem ... acredito que o top10 ja esta de bom tamanho!
    parabens pela inciativa!
    e para a proxima ... se a haley cantar como na ultima apresentação ... vai dar trabalho ao finales. Durbin ta de mais .. mas precisa recuprar o rock esperado ... e o Case precisa detonar como vinha fazendo.
    todos de parabens pelo site
    abraço

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…