Pular para o conteúdo principal

Fringe: Review "Bloodline" S03E18


Está ficando chato só elogiar, mas... Continue lendo


fazer o quê se eles se superam cada vez mais? É sempre um episódio melhor do que o outro, e considero "bloodline" o melhor até agora referente ao universo alternativo.

Esse episódio me lembrou muito o início da 1ª temporada onde aceleraram a gravidez de uma mulher, e a criança nasceu, cresceu envelheceu e morreu em poucas horas, lembram? A mulher e a criança/adulto acabaram morrendo, ao contrário desse episódio. Falsolivia e seu filho saíram sãos e salvos, mas o mistério ainda continua.

Será que Walternativo sabia que seu neto só sairia vivo se Falsolívia tivesse uma gravidez instantânea e por isso encenou todo sequestro para que pudessem fazer a cirurgia? Não acredito nessa hipótese, mesmo mostrando a entrega do exame médico para Walternativo, vinda do mesmo médico que operaria Falsolivia. Não mostraram para quem o médico entregou o exame. Walternativo não precisaria disso. Detalhe que o exame entregado a Walternativo, não é o mesmo pego pelo médico, como podemos ver nas imagens abaixo. (Ou então é erro da produção).


Porquê enfatizaram tanto essas 3 entregas de exames? Aí tem coisa.

Pra mim isso é coisa do Observador, que esteve bem visível nesse episódio, além de ter influência direta. Nada tira da minha cabeça que o Observador foi o responsável direto por sequestrar e salvar a vida da Falsolivia e de seu filho. Os Observadores tem algum interesse na sobrevivência do garoto, e caso Falsolívia soubesse que o Eclâmpsia viral a impediria de ter seu filho, iria optar pelo aborto. Sendo assim. os Observadores moveram seus pauzinhos.

Eu que eu quero saber mesmo, é o verdadeiro plano dos observadores. Estão misteriosos de mais.

"Está acontecendo"

Só isso que vocês tem a dizer? Qual seria o interesse real dos Observadores no filho de Falsolivia, que aparentemente não tem nada de especial, pois, não são filhos de pessoas de universos diferentes, como muitos estão dizendo. Peter e Fasolívia são do mesmo universo. O filho que foi concebido no universo oposto. Estariam pensando em usar o garoto no lugar de Peter, na temida "máquina da morte"?

Eu sei que essas teorias são muito loucas, mas se não confirmarem, serei o primeiro a dar o braço a torcer.

Por isso que amamos Fringe. Os produtores insistem em nos deixar malucos e nós adoramos. Várias mistérios surgiram nesse episódio e nenhum de nós cidadãos comuns, terá como adivinhar o que vem pela frente. A série poderá caminhar por várias direções, e é assim que faz uma boa série. Não temos previsão de nada, apenas a certeza de que será bombástica. Quem viver verá, aqui ou no outro universo.

Glyphs code do episódio:


Fated: Predestinado, fadado. Alguma dúvida que está relacionado ao nascimento do bebê de Falsolívia? Acho que não, mas quem tiver alguma teoria, pode deixar nos comentários que terei o maior prazer de ler.

Comentários

  1. Ok, não estou completamente satisfeito com esse episódio, Fringe diminuiu o ritmo frenético que tinha nos primeiros episódios da temporada, isso me incomoda um pouco, mas não porque a coisa foi ruim, mas sim porque eu quero ver o pau quebrar entretanto ainda há muita coisa a ser dita e as peça só estão sendo posicionadas.
    Neste sentindo, “Bloodlone”, foi um daqueles episódios que te deixam loucos pelo que estar por vim. E sabe aquela trama chata da gravidez de BOlivia? Então, há muito mais ali do que um plot estilo novela mexicana e agora temos um monte de teoria sobre a participação dos observadores, os planos de Walter e sobre as atitudes de Lincon e Charlie diante de tudo que está acontecendo, aliais, os dois devem ser uma importante variável nos eventos que se aproximam. Os produtores mais uma vez nos ensinam que nem tudo é tão obvio como se supõe e mesmo que alguns de nos fãs da serie já tinham questionado a importância do filho de Peter, agora só temos a certeza de que qualquer coisa pode acontecer.
    Agora só podemos esperar, acho que a casa ainda vai ser arrumada por pelo menos dois episódios e no final das contas é isso que faz uma série emocionante, mesmo um episódio com um ritmo lento consegue te deixar animado e estranhamente é excelente, pois deixa tudo mais claro (ou não, no caso de Fringe) e emocionante.
    Ademais vale destacar que “Bloodline” foi emocionante e deu um novo tom as histórias passadas Over There, que ganha uma linha histórica muito promissora.
    Então é isso, abraço e até dia 15/04 (meu aniversario \o/!!!).

    ResponderExcluir
  2. Eu achei engraçado que no lado b eles pareciam achar o processo de "acelerar a gravidez" a coisa mais comum do mundo!
    Adoro essas pequenas coisas que diferenciam os dois mundos, haha.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Netflix Divulga TOP 10 Séries mais vistas por super maratonistas

PREPARAR, APONTAR, ASSISTIR: MAIS DE 8 MILHÕES DE ASSINANTES QUEREM SER OS PRIMEIROS  NA MARATONA DE SÉRIES DA NETFLIX
Um novo tipo de aficionado surgiu com a Netflix, e eles estão correndo para serem os primeiros a terminar séries como Stranger Things, House of Cards, Fuller House e outras . Assistir a uma série inteira antes de todo mundo virou um novo símbolo de status.
A Netflix mudou a forma como o mundo se relaciona com séries  - espectadores podem assistir quando, onde, como quiserem e, principalmente, em qualquer ritmo. Ao fazer isso, a Netflix viu o surgimento de um novo tipo de fã: o super maratonista. Completando em um dia o que os outros levam semanas, os super maratonistas se empenham para serem os primeiros a terminar uma série, assistindo a uma temporada inteira nas primeiras 24 horas após o lançamento. 

No total, 8,4 milhões de assinantes da Netflix se tornaram super maratonistas, e a única coisa mais rápida do que o ritmo em que eles assistem a séries é o ritmo de cresc…

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…