Pular para o conteúdo principal

Papo Série! Entrevistando um "Viciado em Série"! 2ª Edição.


O "Papo Série" está de volta com sua segunda edição, e dessa vez, entrevistamos o "Viciado Em Série" Gabriel Barros de 17 anos da cidade de Cuiabá - Mato Grosso.

Estudante do 2° Semestre de Psicologia - UFMT e Editor/Tradutor do @todofandedexter

Viciado em Dexter, The Mentalist, Spartacus, Skins, Friends...

"Minha psicopatia, meu egocentrismo e outras características narcísicas estão inflamadas".

Vamos então começar a entrevista com a pergunta padrão do "Papo Série".

1 - Você se considera um viciado em série?

Eu tenho a incrível capacidade de me entediar facilmente, e adoro acompanhar histórias e discutir sobre elas. Coisa de infância. Aos 6 anos, assistia Arquivo X com meu tio, com quem passava boa parte do tempo. Há alguns anos eu descobri a TV a cabo, e com a Warner Channel eu comecei a assistir séries dia e noite. Two and a Half Men, até Smallville! Hoje em dia meu gosto foi moldado, está mais crítico e mais psicopata. "Sim, eu tenho um vício", como disse Dexter na 2° temporada. A diferença é que meu vício não é em matar as pessoas, e sim em séries.

2 - O que é preciso ter em uma série para te viciar? Continue lendo...
Dramas psicológicos não precisam de muita coisa para me fazer viciar, como Dexter, The Mentalist e Skins, pois é a minha categoria preferida. Mas mesmo sendo de outra categoria, dependendo da série, eu vicio também, mas sou bem mais exigente. Não importo tanto com a trama, mas sim com a construção do personagem! Tem que ser algum personagem que me inspire, que me faça querer ser ele, ou que desperte em mim algo parecido com ele, como acontece nas séries citadas acima.

3 - "Psicopata em crescente potencial". Existe um Dexter dentro de você?

Não só um Dexter, como também um Patrick Jane. Esses dois, principalmente. Ambos são controladores e anormalmente inteligentes. Dexter desperta a parte fria da minha natureza, aquela que faz pensar com a razão, ser aparentemente correto, ter uma máscara social e um lado sombrio mostrado com alguma frequência. Patrick Jane, do The Mentalist, me faz ter um objetivo de vida, e fazer qualquer coisa para o alcançar, me faz querer brincar com a mente das pessoas. Os famosos 'mind games'.

4 - Compor um review, é um dos trabalhos mais difíceis de se fazer em um blog. Qual seu principal objetivo ao iniciar um review? E qual a repercussão que você espera?

Como eu sou novo nisso, escrevi review apenas da 1° temporada de Dexter, que foi espetacular, eu tive praticamente só o que elogiar. Eu quis mostrar a real natureza de Dexter. Apesar de ele ser taxado de psicopata, no decorrer da série, ele mostra sentimentos, ou projetos de sentimentos, muito mais humano do que de muita gente por aí! Eu tento sempre mostrar que tem um pouco de Dexter na gente, quero que percebam a metáfora da série. Ele mata pessoas, mas nós temos um lado negro também. Mentirosos compulsivos, destruidores de sonhos alheios, gente que passa por cima de qualquer um por status, dinheiro e outros motivos.

5 - A 5ª temporada de Dexter foi a mais criticada negativamente da série. Acha justo? Considera a pior temporada da série?

Não mesmo. Tanto que teve recorde de audiência. A questão é que falavam que Miguel Prado, da 3° temporada já fez o papel que a Lumen fez, mas isso não é verdade, com a Lumen houve uma ligação, foi o dark passenger se mostrando humano, não apenas um mero parceiro de crime. E o Jordan Chase foi espetacular para a série! Eu vejo quase o Patrick Jane nos tempos de charlatanismo nele! Para mim, a temporada que mais deixou a desejar foi a 3°, pois apesar de ter uma ideia parecida à da 5°, não foi tão bem construída.

6 - "Fale mal de mim, mas não fale mal da minha série". Você costuma ler reviews e debater os assuntos decorrentes dos episódios assistidos?

Sim, e muito! Hoje em dia debato mais sobre The Mentalist, por causa do maldito hiato de Dexter! Mas viciados em série tem basicamente a mesma opinião, então a gente não precisa tirar a faca do bolso toda hora. Eu tenho problemas em casa, pois "Esse menino não sai da frente do computador! Fica o dia inteiro vendo esse louco matar as pessoas!", eu realmente me sinto Dexter e discuto em defesa da série (não façam isso em casa), digo do lado humano dele, e que erros todos temos, mas somos fracos demais para admiti-los.

7 - Qual a série que você não suporta nem ouvir falar o nome?

Hoje é Smallville. Eu era fascinado na séria até a 4° temporada, mas achei que a série se perdeu totalmente! Cansei! Tentaram colocar um 'venon' para o Clark, ele ficou estranho, rebelde, perdeu sua identidade. Mexer na identidade do personagem me deixa extremamente chateado, pois se gosto da série, é principalmente por causa do jeito do(s) personagem(ns).

8 - Top Five melhores séries que você já assistiu.

Dexter, The Mentalist, Friends, Sons of Anarchy, Skins (1° geração)

9 - TV a cabo, Locadora, Megaupload ou Paul Torrent?

Torrent forever (L)

10 - Dexter ou Corinthians?

Essa foi a pergunta mais fácil, como todo bom nerd viciado em série, DEXTER! *-*

Adicione o Gabriel Barros nas redes sociais:


Se você quiser ser um dos entrevistados, basta enviar um e-mail para viciadoemserienet@hotmail.com nos passando seu nome, idade, cidade, fotos, perfil no twitter e de outras redes sociais, e etc.

Nenhuma item mencionado é obrigatório, mas quanto mais informações você mandar, maior a chance de ser escolhido(a) para a entrevista.

Até a próxima!

Comentários

  1. Adorei fazer a entrevista!!! *----*

    ResponderExcluir
  2. Eu comprei a camiseta com uma menina no orkut '-'

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Onde encontrar a camisa: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=3607707210996398294

    ResponderExcluir
  5. DEXTER *-*
    A melhor série do mundo.
    Não curto muito The Mentalist, mas tenho vontade de assistir "Sons of Anarchy".

    A primeira pergunta era óbvia.
    Sim, ele é um VICIADO!

    ResponderExcluir
  6. @Rodriguees

    Claro que a primeira pergunta era óbvia. Se não fosse um viciado em série nem seria entrevistado.

    Como disse, a primeira pergunta é padrão do post. Se liga!

    ResponderExcluir
  7. *Curioso* pra saber o que estava escrito no lugar de "Esta postagem foi removida pelo autor."

    ResponderExcluir
  8. Eu comprei a camiseta com uma menina no orkut '-'

    ResponderExcluir
  9. Gabriel, me perdoa, mas sou mais viciada que você, rsrs. Muito boa a entrevista e Dexter, com certeza está no meu top 5 séries. Acho que só perde pra Six Feet Under, Nip Tuck, Friends e 24 Horas. :-)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …